São Paulo:
(11) 3053-4600
Demais Localidades:
0800 755 9000
24 Horas
05 ago 2019
Dedetização hospitalar: o que você precisa saber

Dedetização hospitalar: o que você precisa saber

Os hospitais são ambientes de risco e que conta com várias pessoas debilitadas. Por esse motivo, todo tipo de vetor de doenças deve ser restritamente controlado dentro de ambientes hospitalares. Isso faz da dedetização hospitalar um assunto sério e bem complexo.

A Dedetizadora Esgotecnica atua em São Paulo e na região com a dedetização de diferentes tipos de ambientes. Trabalhamos também no âmbito hospitalar, sempre oferecendo segurança completa e todos os procedimentos necessários para eliminar as pragas.

Primeiro é importante entendermos o perigo das pragas urbanas para os hospitais! Essas pragas são vetores de diversas doenças, com atenção especial aos ratos e também às baratas.

Esses animais carregam em suas patas e seus pelos várias bactérias, vírus e outros agentes contaminantes que podem ser muito perigosos para pacientes e para todos no ambiente hospitalar.

A simples presença de ratos e baratas pode colocar em risco muitos pacientes e ser uma tremenda dor de cabeça para a administração do hospital.

Além disso, temos também outras pragas, como os cupins, que podem causar danos gravíssimos a parte estrutural de um ambiente.

Enquanto eles são problemáticos para qualquer ambiente, os cupins causam mais problemas para um hospital por causa da dificuldade de realizar reforma nesses locais.

Para garantir a tranquilidade da administração e a saúde de todos os pacientes, a dedetização deve ser feita sempre que as pragas forem notadas.

Além disso, é importante também contar com um programa de dedetização preventiva para evitar que essas pragas surjam.

Confira um pouco mais sobre esse assunto delicado!

Como evitar pragas urbanas em hospitais

Evitar o surgimento das pragas urbanas é a melhor coisa a se fazer. Parte da dedetização hospitalar preventiva consiste em não deixar que ratos, baratas e cupins consigam proliferar dentro do ambiente.

Infelizmente, o ambiente hospitalar e clínico possui uma série de fatores que facilitam o surgimento e proliferação de pragas urbanas.

Inicialmente temos o fato de que é um lugar com muitas pessoas e uma alta movimentação. Isso ajuda pragas urbanas de vários tipos a se espalhar.

Outra coisa que ajuda bastante no surgimento dessas pragas é que hospitais geralmente possuem um grande espaço e estão quase sempre abertos. Além disso temos o estoque de alimento, humidade e muitos outros pontos.

Portanto, é fundamental que na criação de um plano de dedetização preventiva, seja eliminado:

  • Oferta de abrigo – Ratos, baratas, cupins, formigas e todas as outras pragas urbanas precisam de um lugar para “se esconder”. Isso vai desde roupas sujas jogadas em um canto até caixas armazenadas. Esses abrigos precisam ser eliminados para evitar a proliferação.
  • Oferta de água – Todo animal precisa de água para sobreviver. As pragas urbanas aproveitam de goteiras, canos rachados e infiltrações para isso. Portanto, esses fatores devem ser sempre resolvidos.
  • Oferta de alimento – Baratas e ratos costumam se alimentar de restos de comida e outros materiais encontrados no lixo. Isso deve sempre ser eliminado do ambiente.

Além disso, o hospital também precisa utilizar armadilhas para ratos de tipos variados para pegar indivíduos que entrem no local antes de iniciaram uma colônia.

Cuidado com a empresa contratada para dedetização hospitalar

Um ponto que é muito descuidado por muitos contratantes é a seriedade e o profissionalismo da empresa contratada.

É muito importante entender que o trabalho de dedetização não é apenas jogar veneno em um local e pronto. Existem normas e várias recomendações feitas pela ANVISA que regulamentação a atuação.

Essas normas garantem que o veneno usado é permitido, que não haverá risco para os pacientes e também que o descarte das embalagens dos venenos não é feito de forma inadequada. O descarte irregular traz graves consequências para o meio ambiente.

Por isso, é fundamental que ao contratar serviço de dedetização para hospitais, seja feito o contato com uma empresa 100% séria e que tenha todas as licenças para atuar.

A empresa também precisa se preocupar com a segurança de seus funcionários. Ou seja, é necessário que quem esteja realizando o procedimento tenha todos os EPIs (Equipamento de Proteção Individual) e possua treinamento adequado.

Quando chamar uma dedetizadora para hospitais?

O mais importante é não esperar a proliferação começar para poder tomar a iniciativa de entrar em contato com uma dedetizadora. O certo é você ter o contato de uma empresa e juntos traçarem um plano de prevenção de pragas.

Caso esse não tenha sido o caso, é importante chamar a dedetizadora assim que notar os principais sinais das pragas urbanas no ambiente.

Não demore muito para contratar uma empresa, afinal todas as pragas urbanas possuem uma capacidade muito rápida de proliferação.

Para garantir a dedetização de hospitais e clínicas em São Paulo, litoral e cidades da região, conte com a Esgotecnica!

A Esgotecnica oferece todas as soluções para acabar com qualquer praga urbana dentro.

A Esgotecnica também tem todas as certificações necessárias para atuação. A empresa conta com muitos anos de experiência, além de vários casos de sucesso e clientes satisfeitos com o nosso serviço de dedetização.

Entre em contato com a gente e conheça mais sobre os nossos serviços, condições e empresa. Garantimos que você encontrará tudo o que precisa para livrar o ambiente hospitalar de pragas e vetores.

05 ago 2019
Dedetização de apartamento: o que você precisa saber

Dedetização de apartamento: o que você precisa saber

As pragas urbanas são criaturas indesejáveis e que causam muitos transtornos. Infelizmente, elas podem estar em qualquer ambiente e podem infestar qualquer local. Criaturas como ratos, baratas, formigas e cupins podem se tornar um pesadelo.

A dedetização de apartamento é importante para ajudar pessoas que estão lidando com os problemas causados por essas criaturas bem chatinhas. Porém, ainda existem muitas dúvidas em relação a dedetização desses locais, principalmente em relação a responsabilidade.

Para esclarecer essas dúvidas e ajudar nossos clientes e leitores, estamos trazendo uma série de informações que vão beneficiar as pessoas que estão buscando a solução para pragas urbanas em apartamentos.

Com isso em mente, descubra o que você precisa saber sobre dedetização de apartamento!

Dedetização de apartamento: De quem é a responsabilidade?

Essa é uma questão difícil de ser resolvida, afinal é preciso primeiro analisar qual o nível da infestação e qual é o seu verdadeiro foco. Mas vamos pelo que é de comum acordo legal.

Dentro do apartamento a responsabilidade por todos os serviços é do morador (caso ele seja dono do imóvel). Portanto, uma infestação de pragas que acontece dentro de um apartamento é de responsabilidade do morador do local.

Isso quer dizer que, a dedetização a ser realizada no ambiente deve ser feita pelo morador. Porém, caso a infestação não tenha foco no apartamento (como é o caso de ratos) e sim nas áreas comuns no condomínio, os moradores devem pedir uma solução imediata para a administração.

Do mesmo modo, se um apartamento tem problemas com pragas urbanas, mas o morador não contrata a dedetização, o condomínio pode intervir para o bem-estar dos outros moradores.

Através de notificações e até mesmo o envolvimento com a justiça o condomínio pode obrigar um morador a realizar o serviço.

Quando falamos em apartamentos alugados, a responsabilidade fica por conta do locador, de forma geral. Podem haver outros fatores que alterem essas condições. Nesses casos depende mais do que está escrito em contrato.

Como é feita a dedetização em apartamentos?

A dedetização em apartamentos é feita da mesma forma que em casas e outros ambientes. O técnico vai até o local para determinar o tipo da infestação e qual o nível de gravidade para então determinar a melhor forma de realizar o procedimento.

Existem diferentes maneiras de realizar a dedetização de um ambiente. A utilizada em um apartamento vai depender bastante de qual é a praga urbana no local e o quanto ela está presente no ambiente.

Existe a dedetização feita de forma mecânica, em casos de poucas criaturas e muito utilizada com ratos. Mas também é possível realizar o bloqueio químico, dedetização por armadilhas, venenos e iscas.

O mais recomendado é sempre contar com a ajuda de um profissional para realizar a análise e a execução do serviço.

É muito importante que a dedetização seja realiza da forma correta. Quando feita de forma errada, ela pode não apenas ser ineficaz, como também pode acabar aumentando a proliferação das pragas urbanas.

Quais cuidados tomar na dedetização de apartamentos?

A dedetização é um procedimento sério e que deve ser realizado profissionalmente. Porém, não confie em qualquer empresa para realizar esse tipo de serviço.

A dedetização é, na maioria das vezes, realizada através de raticidas, inseticidas e outros venenos perigosos para o controle de pragas. Como é de se imaginar, esses químicos podem apresentar riscos para a saúde das pessoas que moram no apartamento.

Uma empresa que não é devidamente cadastrada e não segue as normais legais estabelecidas para o setor pode estar usando técnicas ou produtos inadequados, amplificando o risco á saúde.

Para evitar acidentes e não acabar colocando a sua saúde em risco, sempre contrate uma empresa profissional e que possua todas as licenças para atuar no segmento.

Além disso, outro cuidado importante é evitar uma nova proliferação dessas pragas urbanas no ambiente já dedetizado.

Essa é uma atitude contínua e que deve ser realizada pelos moradores do ambiente. Esse controle é feito através da eliminação de abrigo, água e alimento para esses animais.

Ou seja, manter o apartamento sem o acúmulo de objetos quebrados ou antigos (principalmente móveis de madeiras), manter a limpeza do local, sempre jogar o lixo fora (de preferência nunca deixar o lixo aberto durante a noite).

Conserte também vazamentos de água que possam estar servindo de reservatório de água para as pragas.

Seguindo essas dicas, você garante que a dedetização do apartamento seja mais eficiente e dure mais tempo.

A melhor dedetizadora em São Paulo e Litoral

Se você procura o melhor serviço de dedetização em São Paulo e região, não deixe de entrar em contato com a Dedetizadora Esgotecnica.

Temos profissionais treinados para realizar a dedetização de apartamentos com eficiência e total segurança.

Também contamos com todas as licenças necessárias para atuar nessa área, garantindo a seriedade do nosso trabalho.

26 jun 2019

Controle de pragas urbanas: o que você precisa saber

O Controle de pragas urbanas é uma importante atividade para garantir que um ambiente seja seguro e evite riscos à saúde e prejuízos.

As pragas urbanas são um problema grave para o dia a dia de muitas pessoas e de vários ambientes. Enquanto elas podem causar grandes transtornos nos ambientes residenciais, na indústria e no comércio as pragas representam grandes prejuízos e riscos para a saúde público.

O controle de pragas urbanas é uma especialidade da Dedetizadora Esgotecnica, oferecendo sempre um serviço de alta qualidade, com garantia e com todo o acompanhamento necessário para que você tenha tranquilidade em qualquer ambiente.

Porém, a dedetização não é um procedimento simples e que consiste em uma única aplicação efetiva. Existem diferentes fatores que devem ser analisados e várias informações pertinentes ao assunto que podem fazer bastante diferença na hora de pensar no controle de pragas.

O que você precisa saber sobre controle de pragas urbanas

Há várias informações importantes a serem consideradas em relação ao controle de pragas. Até mesmo a ideia do que é o controle de pragas urbanas pode ser interpretada de maneira errada por muitas pessoas.

Diferença entre controle de pragas urbanas e dedetização

Muita gente pode pensar que as duas palavras fazem menção a mesma coisa. Enquanto isso é parcialmente verdade, já que a dedetização faz parte do controle de pragas urbanas, mas o controle em si vai muito além.

O controle de pragas, como o nome eixa explícito, é um controle. Isso quer dizer que ele engloba mais do que simplesmente realizar a dedetização com produtos para matar os animais já presentes no ambiente.

O controle de pragas também tem muito a ver com o que é feito entre as dedetizações para evitar que os animais voltem para um ambiente. O controle de forma bem-feita inclui uma educação dos usuários do ambiente, limpeza constante e eliminação dos fatores de proliferação dos animais (abrigo, água e comida).

Com essa diferença em mente, podemos seguir para os outros pontos.

Quando realizar o controle de pragas urbanas?

Sabendo que o controle de praga é uma ação contínua, então o controle pragas urbanas devem ser feitas todos os dias durante todo o ano. Já a dedetização não tem um tempo exato, mas a maioria dos especialistas concorda que 2 vezes por ano é o suficiente para manter qualquer ambiente livre de qualquer praga.

Uma dica importante é reforçar a dedetização e o controle de pragas urbanas nos dias de verão, já que é justamente durante este período que esses animais são mais ativos.

Para ambientes comerciais ou industriais, principalmente da área alimentícia, o melhor a se fazer e criar um plano de controle junto de uma dedetizadora para criar uma estratégia eficiente e que dure o ano todo.

Condomínios também podem se beneficiar bastante com esses contratos contínuos, que algumas vezes podem até mesmo gerar economia com descontos pelos serviços prestados.

A importância de contratar uma empresa especializada

A dedetização é feita muitas vezes através o uso de produtos químicos. Esses venenos apresentam vários riscos para a saúde quando aplicados de forma correta. É fundamental que a dedetização seja sempre feita por uma empresa especialista no assunto.

Isso é feito para, primeiro garantir a segurança do cliente, depois a segurança do aplicador e por último, mas não menos importante, a eficiência do procedimento para eliminar os animais.

Por isso, ao ter problemas com pragas urbanas, busque sempre entrar em contato com uma empresa séria e com experiência.

O que procurar em uma dedetizadora?

Na hora de escolher a melhor empresa para realizar o controle de pragas em um ambiente, existe alguns fatores que você precisa ficar de olho, o mais importante é sempre garantir que a empresa é devidamente licenciada.

A Aprag (Associação dos Controladores de Pragas Urbanas) calcula que haja cerca de 1.200 empresas do ramo no estado de São Paulo atuando dentro da lei – e que existam cerca de 1.800 que não seguem a legislação.

Uma empresa que não segue a legislação pode estar usando métodos ou químicos que podem fazer mal para as pessoas no ambiente e acabar causando uma dor de cabeça maior do que a que as pragas urbanas causaram.

Por que contratar a Esgotecnica?

Se você está enfrentando problemas com pragas urbanas, a melhor dica de dedetização é a Esgotecnica Dedetizadora! Contamos com profissionais altamente treinandos e os melhores equipamentos e métodos para acabar com ratos, baratas, mosquitos e todas as outras pragas urbanas prejudiciais ao ambiente urbano.

Para você ter certeza de que está contratando uma dedetizadora séria e confiável, contamos com todas as licenças exigidas pelos órgãos competentes. São elas o Alvará de funcionamento, O CEVS (Cadastro Estadual de Vigilância Sanitária), além do cadastro no Conselho Regional de Química.

Com a gente, você tem a melhor opção de dedetizadora em São Paulo e Litoral Paulista!

26 jun 2019

Quais são os cuidados após a desratização

As pragas urbanas são problemas comuns em grandes cidades. Porém, muito além do inconveniente de ter que lidar com essas criaturas, temos o problema da saúde pública, que é bastante prejudicada por essas pragas. Por este motivo, a dedetização é tão necessária em muitos momentos.

As pragas urbanas podem prejudicar o dia a dia das pessoas de várias maneiras. Desde o inconveniente de ter que lidar com formigas e outros insetos andando pelas paredes ou chão até a problemas na estrutura do imóvel por causa de roedores e cupins.

Eliminar as pragas urbanas não é uma das tarefas mais fáceis. A Dedetizadora Esgotecnica tem em seus mais de 20 anos de história vários casos de sucesso na eliminação de pragas urbanas. Com isso, temos muitos conhecimentos para repassar aos nossos clientes.

Um desses conhecimentos é os cuidados após a desratização para proteger o ambiente, as pessoas e também para conseguir prolongar os efeitos da desratização em si, evitando que os roedores voltem para o ambiente.

Confira algumas dicas que podem fazer toda a diferença no resultado final de uma desratização profissional e que com certeza serão bem uteis para pessoas que estão com problemas com pragas urbanas, principalmente com os ratos e roedores.

A importância da desratização

Pode até não parecer, mas uma colônia de ratos funciona de forma bastante complexa e muitas vezes em um equilíbrio delicado. Existem muitas maneiras de acabar com ratos e roedores, mas é possível que sem o conhecimento errado a situação acabe piorando consideravelmente por causa de certas ações.

Vamos dar um exemplo do que pode acontecer em uma colônia. Os ratos são territoriais, portanto, não é incomum que um macho adulto ataque a própria prole para evitar competição no futuro.

Com isso, o próprio rato acaba controlando a população do ambiente. Ao usar uma ratoeira ou outro método de desratização que acabe com ratos adultos, sem eliminar os outros, é possível que esse equilíbrio seja quebrado e a população de ratos passe a crescer desordenadamente.

Quando você contrata um serviço de desratização, está contratando um controle completo e que evita que esse tipo de incidente aconteça.

Por isso, em locais onde há ambiente propício para a proliferação, é importante contratar a desratização profissional!

Quais são os cuidados após a desratização

Existem diferentes maneiras de realizar a desratização, desde métodos mecânicos, em casos que não são graves até o uso de produtos químicos para os casos onde a proliferação já teve início.

Porém, em todos os casos é necessário ter uma série de cuidados para evitar problemas com os moradores e usuários de um ambiente, além de evitar que os ratos voltem a se proliferar no ambiente desratizado.

No caso de uso de materiais químicos, recomenda-se que:

  • Durante e um tempo depois da aplicação, recomenda-se retirar os pets do local onde o veneno foi aplicado. Isso é mais importante principalmente na desratização realizada com pós químicos e com iscas de veneno, já que esses métodos podem acabar prejudicando os pets da mesma forma que prejudica os ratos.
  • No caso da desratização por spray, é importante não deixar animais e crianças pequenas entrarem no ambiente antes do spray secar. Essa informação pode variar de acordo com a marca do spray e serão informados pelo técnico de desratização que realizará o trabalho.
  • Evite usar o ar-condicionado por pelo menos 24h após aplicação dos produtos químicos para desratização, já que isso pode fazer com que eles circulem no ar indevidamente.

Cuidados após a desratização para evitar a volta das pragas

Outro ponto muito importante é evitar que os ratos voltem para o ambiente após uma desratização bem concluída. Em ambientes comerciais, industriais ou condomínios residências, é fundamental ter um plano contínuo de controle de pragas que deve ser elaborado junto da dedetizadora.

Esse plano consiste em uma série de atividades preventivas para conseguir evitar que os animais voltem, além da realização de um controle periódico. Em cozinhas ou locais que armazenam alimentos, esse controle é exigido por lei, devido a facilidade que os ratos tem de procriar nesses locais e o risco à saúde que eles podem causar.

Nos ambientes residenciais, o importante é evitar criar um local propício para a volta dos ratos. Após a desratização é importante remover o quintal ou dos cômodos qualquer fonte de água, alimento ou possibilidade de abrigo para os ratos.

Esses são os três fatores que fazem com que roedoras possam proliferar em um ambiente. Então após o controle das pragas, é preciso fazer uma limpeza no quintal ou na casa, tampar caixas d’água e retirar entulhos e lixos que possam estar sendo usados como abrigo.

Com esses cuidados, você preserva a sua saúde e evita que ratos possam voltar a atormentar o seu dia a dia.

Para você ter o melhor serviço de desratização de São Paulo e região, conte com a Dedetizadora Esgotecnica! Atuamos com profissionais treinandos e produtos de primeira linha para sempre oferecer segurança e eficiência.

23 maio 2019

Quais são os cuidados após a descupinização

As pragas urbanas são um problema para residências, comércios e outros setores urbanos no mundo todo. Existem diferentes tipos de insetos e pragas que podem atrapalhar o dia a dia de qualquer imóvel. Entre eles, temos os mais comuns como as baratas e os ratos, porém, um dos mais prejudiciais e que mais dão prejuízos são os cupins. Por isso, a descupinização é algo tão importante.

Existem diferentes tipos de cupins, cada um com suas características, porém, todos com o mesmo problema: Essas pragas urbanas são vorazes devoradores de diferentes tipos de materiais. Isso quer dizer que objetos de madeira e até mesmo concreto podem ser destruídos pelos cupins. Em um imóvel isso pode representar um grande prejuízo, já que a parte estrutural está sendo comprometida pelos insetos.

A Esgotecnica Dedetizadora entende importância da dedetização de cupins e o controle dessas pragas para evitar danos para materiais, móveis e até mesmo para a estrutura da residência ou ambiente comercial. Por isso, oferecemos um serviço de descupinização completo, eficiente e com atendimento 24h para eliminar essas criaturas indesejáveis de dentro de qualquer ambiente.

A descupinização, assim como outros procedimentos de dedetização, é feito através de venenos e outros tipos de controles. Por isso, é importante tomar certos cuidados antes e depois da descupinização para garantir que não haja nenhum risco e também para potencializar o controle dessas criaturas.

Como é feita a descupinização?

Existem diferentes maneiras de controlar os cupins e realizar a dedetização desses insetos. Existe a descupinização feita com barreiras químicas, onde é utilizado produtos aplicados no solo, paredes e tetos para evitar que as pragas urbanas alcancem certo ambiente. Geralmente esse procedimento é utilizado para os cupins subterrâneos.

No caso dos cupins de madeira, é feito um tratamento nas madeiras afetadas através da aplicação de inseticidas. O veneno é colocado através de furos estratégicos e por fim é realizado uma pulverização para evitar novas infestações.

Temos também descupinização com tratamento de conduítes usa produtos químicos para bloquear a passagem de cupins. E a descupinização localizada, que é usada para tratar cupins em locais específicos com a aplicação do produto químico no local afetado pela praga.

Existem diferentes processos envolvidos na descupinização, porém, esses exemplos podem ajudar a entender um ponto importante sobre a dedetização dessas pragas urbanas. Todos os procedimentos usam produtos químicos para conseguir realizar o controle desses insetos.

E como sempre, quando lidamos com venenos e químicos, é sempre fundamental seguir certos cuidados para evitar contaminações. Também é preciso tomar certos cuidados com a descupinização para evitar que as criaturas voltem depois de pouco tempo.

Cuidados após a descupinização

Confira alguns dos cuidados que você precisa ter logo após uma descupinização realizada para o controle de cupins.

O que fazer logo após a descupinização?

Existem diferentes tipos de venenos e de químicos que podem ser usados para acabar com cupins e outras pragas. Nem todos se comportam exatamente da mesma forma, mas existem algumas dicas gerais que devem sempre ser seguidas.

  • Após a descupinização, adultos saudáveis devem afastar-se do local por no mínimo 3 horas;
  • Já pessoas com condições especiais (alérgicos, idosos, grávidas, crianças pequenas, pessoas com qualquer debilitação) devem ficar longe do ambiente por pelo menos 12 horas depois do procedimento ter sido completado;
  • Os animais devem ser removidos do ambiente por 24h, isso porque, além de serem sensíveis e frágeis a venenos, os animais podem acabar ingerindo substâncias perigosas, principalmente os cães;
  • Deixe as portas e janelas de imóvel abertas para que a circulação do ar possa carregar gases nocivos que estão presos dentro do ambiente.

Uma dica, que não é exatamente para após a descupinização, é sempre contratar empresas que utilizam apenas produtos autorizados pelos órgãos fiscalizadores.

É possível realizar uma limpeza após a descupinização?

Sim, você pode realizar a limpeza da área onde foi feita a descupinização. Porém, é preciso se atentar que só pode ser usado apenas pano com água e nenhum outro produto químico por pelo menos uma semana.

O que fazer em dedetização com gel?

Além do controle realizado com venenos líquidos existe também a dedetização com gel. Esse tipo de procedimento não oferece risco de contaminação pelo ar e as pessoas não precisam desocupar o local.

Porém, nesses casos, é recomendado ficar de olho em crianças e nos animais de estimação para evitar que eles ingiram o veneno.

Como prolongar a efetividade da descupinização?

Depois da descupinização é importante seguir medidas para evitar que os insetos voltem a infestar outros cômodos ou outros móveis. Para isso, é importante sempre se preocupar com a limpeza dos ambientes e também realizar o controle de umidade, já que isso também acaba favorecendo o aparecimento de diferentes pragas urbanas.

Para uma dedetização sempre efetiva, segura e para realmente eliminar cupins de um ambiente, conte com a Dedetizadora Esgotecnica! Contamos com todas as autorizações de atuação dos órgãos responsáveis e temos profissionais treinados para realizar o procedimento com eficiência e segurança.

23 maio 2019

Limpeza de caixa d’água: o que você precisa saber

A caixa d’água é um sistema que está presente na grande maioria das casas, apartamentos, prédios e jogas, esse é um sistema de abastecimento eficiente e o mais usado em todo território nacional. Mas, como qualquer outro sistema de armazenamento de água, a caixa ‘água precisa ser limpa. A limpeza de caixa d’água é ainda mais importante que outros sistemas.

A caixa d’água é fundamental para o dia a dia de qualquer ambiente, afinal, é responsável por abastecer a residência, comercio ou indústria. Por mais que a água para consumo direto não venha da caixa, muito do que é usado no dia a dia vem dela e em caso de caixas d’água sujas, é possível acabar se contaminando com a sujeira acumulada na água.

Tanto pela ação do tempo, que acaba acumulando sujeira na água dentro da caixa, tanto por causa da sujeira encontrada na água do abastecimento. A cada determinado número de semanas, é necessário limpar a caixa para evitar problemas. A própria presença dos sais e cloro da água pode acabar sujando a caixa de tempos em tempos.

Outro fator importante a ser considerado é que, mesmo tampada, existe a possibilidade de mosquitos colocarem ovos dentro da caixa. Por isso a limpeza e a higienização são tão importantes.

Pensando nisso, a Esgotecnica está trazendo para nossos leitores um guia de como realizar a limpeza de caixa d’água para garantir um procedimento eficiente e que vai proteger a saúde de todos os moradores da sua casa ou trabalhadores de uma empresa.

Continue com a gente e confira a importância da limpeza de caixa d’água e qual é o passo a passo necessário para realizar o procedimento.

O que você precisa saber sobre limpeza de caixa d’água

Como dissemos, a limpeza de caixa d’água é bastante importante e deve ser realizada a cada seis meses, dependendo da qualidade da água que é entregue pela companhia de saneamento básico. Se a água for carregada com muito cloro ou com muita sujeira, é necessário limpar mais vezes.

Vale lembrar que a sujeira pode não apenas descer pelo cano, o que já é algo bem desagradável, mas dependendo do nível de sujeira presenta na água, é possível que a água cause um entupimento na tubulação durante o uso diário.

Como fazer a limpeza da caixa d’água?

Para realizar a limpeza de caixa d’água são necessários vários passos e que devem ser feitos com paciência e com bastante atenção. Confira o passo a passo de como você deve realizar a limpeza da sua caixa d’água:

  • Comece fechando o registro de entrada ou então amarrando a boia para parar de jogar água dentro da caixa.
  • Consuma a água que sobrou dentro do reservatório com o intuito de esvaziar a caixa d’água para a limpeza. Lembre-se que você precisa deixar pelo menos um palmo de água dentro da caixa.
  • Feche o registro de saída antes de iniciar a limpeza.
  • Com a água que está dentro da caixa, utilize um pano ou esponja macia para limpar toda a parte interna do reservatório. Não utilize vassouras ou lãs de aço, já que esses objetos podem danificar a superfície da caixa.
  • Descarte toda a água da limpeza utilizando a esponja ou retirando a água com balde. Não utilize as torneiras para esvaziar a caixa, pois a sujeira pode acabar contaminando os pontos de saída.

Higienização

Agora concluímos o processo de limpeza, porém, é necessário realizar o procedimento de higienização com água sanitária. A água sanitária irá higienizar não apenas a caixa, mas também os pontos de saída e a tubulação.

  • Abra novamente o registro/boia e encha a caixa d’água com cerca de 1 palmo de água. Feche o registro novamente.
  • Agora é necessário adicionar a água sanitária. Coloque de 1 L (um litro) de água sanitária para cada 1.000 L de água. Ou seja, se a Caixa for de 500L, adicione 0,5 L (meio litro) de água sanitária.
  • Deixe esta mistura na caixa por 2 horas e a cada 30 minutos, com o uso de um pano ou de uma brocha, passe a solução nas paredes internas e na tampa do reservatório.
  • Depois de duas horas do início do procedimento, abra o registro de saída, torneiras e descargas, para que a solução contendo água sanitária faça a sanitização da tubulação de saída/consumo.
  • Depois de descartar esse palmo de água com água sanitária, pode deixar a caixa encher normalmente. Porém, é recomendado que o primeiro uso, para evitar acidentes, deve ser usado para limpeza de quintais e não para o consumo ou banho.

Limpeza profissional de caixa d’água

Caso você queira contar com a melhor limpeza de caixa d’água, você pode contar com a Dedetizadora Esgotecnica. Temos profissionais treinados e os melhores procedimentos para limpeza de caixa d’água com segurança e satisfação total de nossos clientes.

05 abr 2019

Dedetização de cupins: Como é feita

Os cupins são uma das piores pragas urbanas em qualquer ambiente. Eles são responsáveis por causar diversos danos para móveis de madeira, concreto e alimentos. Seja em uma residência ou em um ambiente comercial, essas criaturinhas são inimigos declarados da economia e com certeza vão causar um grande prejuízo para qualquer lugar onde se proliferem.

A dedetização de cupins, também chamada de descupinização, é um processo complexo e que deve ser realizado com muito cuidado para conseguir alcançar o efeito desejado sem causar nenhum efeito colateral negativo. A Esgotecnica realiza esse importante trabalho para garantir a tranquilidade de nossos clientes!

Recomendamos que você sempre contrate uma empresa profissional para liar com esse tipo de problema. Eliminar os cupins não é fácil e usar soluções caseiras podem apenas fazer com que eles sumam por alguns dias antes de voltar com força total.

Uma empresa profissional, como a Esgotecnica, conta com profissionais treinados e capacitados para garantir o melhor resultado na descupinização de um ambiente. Com nossos serviços, garantimos que a sua dor de cabeça com essas pragas acaba de vez!

Como é feita a dedetização de cupins

Antes darmos alguns exemplos de como a descupinização é realizada, é preciso saber quais cuidados você deve tomar antes de realizar a descupinização. Esses cuidados vão evitar problemas com contaminações e até ajudar a dedetização a ser mais efetiva.

A primeira coisa que você deve saber é que o veneno para descupinização é forte e, portanto, pode acabar contaminando roupas e outros utensílios domésticos. Por isso, armários, guarda-roupas, mesas e todos os objetos a serem de dedetizados precisam ser esvaziados.

Outro detalhe importante é em relação a limpeza dos móveis ou superfície de madeira que receberá o tratamento. Sujeiras e outros elementos que cobrem a superfície do móvel são uma barreira para o veneno e podem acabar tornando o procedimento menos eficiente.

Por último, é importante um bom controle de umidade, já que ela pode ser um problema grave e atrapalhar bastante o procedimento.

Como é realizada a descupinização

O método de dedetização de cupins depende muito de qual é o tipo de cupim que acabou infestando o ambiente. De forma geral, existem os cupins subterrâneos e os cupins de madeira seca.

Por isso é importante contar com uma empresa profissional e com experiência para poder indicar qual é o tratamento correto para o seu caso.

Cupim de madeira seca

Como o nome já indica, esses são aqueles cupins que criam a sua colônia em móveis, paredes ou chão de madeira seca. Para esses casos, quando a infestação já está muito avançada, é recomendado trocar todas as peças afetadas, pois dificilmente o veneno vai conseguir lidar com a colônia.

Porém, caso a infestação não esteja tão grave, é possível realizar a descupinização com veneno. O produto é colocado nos orifícios deixados pelos cupins. Mas é importante ressaltar que a quantidade de veneno deve ser devidamente calculada para que a colônia seja eliminada de vez.

Novamente, isso reforça a importância de você contratar uma empresa profissional para realizar a dedetização de cupins em qualquer ambiente.

Cupins subterrâneos

Os cupins subterrâneos dão um pouco mais de trabalho do que os de madeira seca. Entre esse tipo de praga, existem diferentes espécies, o que também precisa ser identificado na hora de lidar com esses insetos.

Por exemplo, algumas espécies de cupins subterrâneos fazem aquela colônia grande e que é fácil de identificar. Esse tipo pode ter o cupinzeiro removido, pois eliminará a colônia. Já outros tipos são mais difíceis de identificar as colônias e elas são divididas em setores, por isso a remoção manual é bem mais difícil e inefetiva.

Além da remoção manual, é possível realizar um tratamento da madeira, assim como no caso dos cupins de madeira seca. Esse tratamento pode ser feito com pincel ou então com pulverizador. Novamente, esse procedimento só pode ser realizado por uma dedetizadora profissional e utilizando produtos registrados pelo Ministério da Saúde.

Outra possibilidade é a realização do bloqueio na construção, onde é perfurado o chão para aplicar um produto que evita que o cupim saia do subsolo para a área afetada. O problema desse sistema é o inconveniente de ter que furar o chão e refazer o acabamento do local.

Por último, temos uma boa solução que são as iscas. Esses são venenos colocados próximos de onde os cupins atuam. Eles mesmos carregam o veneno para dentro da colônia, o que eventualmente mata a rainha.

Existem diferentes maneiras de lidar com cupins. A melhor de todas é chamar a Esgotecnica para realizar a descupinização completa e eficiente do seu ambiente!

Para a melhor dedetização de cupins, conte com a gente e com os nossos profissionais! Assim, você se livra dessas terríveis pragas urbanas sem ter nenhuma dor de cabeça ou prejuízo com os procedimentos!

05 abr 2019

Veneno para desratização: qual é o melhor

Os ratos são as mais comuns pragas urbanas que encontramos em áreas residenciais, comerciais e industriais. Esse tipo de criatura pode causar diversos prejuízos financeiros, além de serem vetores para diferentes doenças, algumas até bastante perigosas. Por isso, ao notar a presença de ratos em qualquer ambiente, é preciso pensar na melhor forma de dedetizar o ambiente. Geralmente, pensamos em usar veneno para desratização, mas qual será o melhor?  E será que o remédio é uma boa opção?

A Esgotecnica Dedetizadora pode oferecer para todos os ambientes diversos níveis de controle de pragas, desde a desratização completa em casos de infestação até a elaboração de um plano de controle completo e fundamental para evitar que essas criaturas apareçam.

Caso você notou a presença de muitos ratos em um ambiente, conte com a Esgotecnica para acabar com essas criaturas e deixar o ambiente livre de doenças e perigos! Porém, caso a infestação ainda não começou e você está tendo problemas com alguns poucos ratos pequenos, existem opções interessantes para você lidar com essas criaturinhas.

Vamos explorar um pouco mais sobre as opções de venenos para lidar com ratos!

Melhor solução para desratização

Antes de pensarmos no veneno, é importante lembrar que essas substâncias trazem diversos riscos para a saúde, por isso, precisam ser utilizadas com muito cuidado, além de poderem contaminar todo o ambiente e pessoas e animais.

Por isso, é importante buscar certas opções antes de tentar desratizar um ambiente usando veneno. Nesses casos, uma poderá maneira de se livrar de ratos, é acabar com todos os fatores que podem estar atraindo esses roedores para dentro de um ambiente.

Os ratos e outras pragas urbanas são atraídos por uma trinca de elementos. São eles:

  1. Abrigo
  2. Alimento
  3. Água

Se existem ratos na sua casa, comércio ou indústria, provavelmente os animais estão encontrando esses três fatores. Para se livrar dessas criaturas, tente sempre limpar o lixo da sua casa e do quintal, para que eles não tenham como encontrar alimentos em entulhos ou restos. Até mesmo a ração de animais pode ser uma fonte de recursos para os ratos, por isso nunca deixa a ração no pote durante a noite.

Já o abrigo, os ratos gostam de ficar em entulhos, móveis velhos, quartos com muita bagunça, principalmente onde é possível encontrar roupas velhas, colchões e papelões.

Eliminando esses fatores, é bem provável que os ratos vão embora depois de um tempo. É importante ressaltar que os ratos são criaturas furtivas e que preferem sempre se esconder e nunca entrar em conflito. Por isso, vão procurar água e comida em locais de fácil acesso ou então que fiquem escondidos.

Para auxiliar na eliminação desses roedores, uma boa ideia é utilizar métodos mecânicos de desratização, como a ratoeira e armadilhas.

Vale a pena arrumar um gato para se livrar de ratos?

Muita gente, na hora de pensar em desratização consideram adotar um gato para se livrar dos ratos. Mas, primeiro e mais importante, gatos (e nenhum outro animal) devem ser adotados com o intuito de serem usados como objetos (ratoeiras, alarmes e outros).

Segundo, nem todo gato é um caçador e isso pode acabar frustrando o dono do animai, que pode acabar abandonado o felino. Portanto, nunca considere um gato para algo além de um animal de estimação.

Tipos de veneno para desratização

Existem diferentes tipos de venenos usados para matar ratos, existem os profissionais que devem ser usados apenas por empresas de dedetização e existem aqueles que podem ser comprados em pecuárias.

Entre os tipos mais comuns de venenos usados em ambos os âmbitos estão:

  1. Iscas semi Parafinadas – Esse tipo de veneno é amarrado em pontos estratégicos. Esses venenos amarrados atraem o rato, que comem um pedaço da isca e logo são envenenados. É uma forma rápida e fácil de lidar com roedores.
  2. Porta Iscas – As porta iscas é mais uma forma de administrar o veneno do que o veneno em si. Esse sistema funciona como uma caixa que tem a isca colocada dentro para que o rato possa entrar e se alimentar, morrendo envenenado logo depois.
  3. Iscas granuladas – Esse é um tipo de veneno bem pequeno e que pode ser espalhado por diversos pontos estratégicos para matar os ratos de forma silenciosa e sem cheiro.
  4. Pó de contato – Um veneno que mata por contato direto com a pele. Ele adere aos pelos dos ratos e os contamina através do contato com o produto, esse tipo de substância é bem eficiente para acabar com colônias.

Algumas dessas opções são facilmente encontradas no comércio. Porém, se a infestação não for resolvida com essas soluções, é necessário chamar uma dedetizadora par utilizar químicos mais fortes e elaborar um plano de desratização completo.

Para ficar tranquilo e não correr nenhum risco, você pode chamar a Esgotecnica para oferecer a desratização completa e com os melhores produtos para qualquer situação!

26 jan 2019

Controle de pragas no verão: o que você precisa saber sobre dedetização

O verão é sem dúvidas um período muito, muito quente no Brasil. Esse período combina muito bem com a praia e as férias. Porém, outro fator indesejado costuma atacar nessa época, são as pragas urbanas.

O verão e até mesmo a primavera trazem sempre duas coisas para o dia-a-dia. Primeiro é a presença de um forte calor, a segunda são as chuvas. Infelizmente, a água e o calor são dois dos principais fatores para a proliferação de pragas urbanas, principalmente as baratas e os ratos.

No calor e na primavera esses animais aumentam suas atividades de caça, busca por abrigo e principalmente a reprodução. É até comum você notar que as baratas estão saindo do esgoto, da caixa de gordura e da caixa de coleta de esgoto principal.

Durante o calor, o metabolismo a maioria das criaturas, incluindo os mamíferos, aumenta consideravelmente. Por isso eles são muito mais ativos. Não precisamos nem mencionar o quanto os mosquitos ficam chatos nesse período, não é mesmo?

Para ajudar a esclarecer mais sobre a dedetização durante o verão e a controlar essas criaturas, a Esgotecnica está trazendo algumas importantes dicas para nossos clientes!

Controle de pragas durante o verão

É preciso tomar muito cuidado com o controle de pragas durante todo o ano. Todos os ambientes comerciais ou residenciais de grande porte, como condomínios, precisam de um plano de controle de pragas urbanas.

Esses planos geralmente contam com dedetizações a cada 6 meses. Em muitos locais, essa periodicidade funciona muito bem, sem necessidade de adaptação durante o verão. Já em outras situações, é necessário dar uma reforçada durante os meses mais quentes, justamente por causa do aumento excessivo na atividade das pragas.

Essa diferença entre precisar ou não melhorar o controle durante o verão depende de uma série de fatores, incluindo o tamanho da área verde, da área comum, proximidade com corpos d’água e a cooperação por parte dos usuários do ambiente em relação ao controle de pragas.

Se no verão, mesmo com controle de pragas, um ambiente continua apresentando pragas, é preciso ficar de olho nos sinais de que uma proliferação teve início, além de estar pronto para contratar uma empresa de dedetização.

Como realizar o controle de pragas neste período

O controle de pragas durante o verão deve ser feito usando os mesmos procedimentos durante todo o resto do ano. Porém, durante o verão, é importante ter mais rigor e agir mais rápido em alguns casos.

Por exemplo, uma das principais maneiras de evitar problemas com pragas urbanas, principalmente aquelas que causam doenças, é através da manutenção do quintal, área verde e área comum de um ambiente.

Deixar lixo exposto é o principal chamariz para as pragas urbanas, já que eles vão encontrar abundância de alimentos nesses dejetos. Durante o verão você precisa manter a mesma limpeza, mas com muito mais cuidado.

Em um dia mais frio, por volta de julho, é possível colocar o lixo na lixeira a noite para ser recolhido no outro dia durante a parte da tarde. Em um dia quente de verão, esse período é o suficiente para que ratos e baratas encontrem alimentos no lixo e aprendam que existe oferta de comida na região, logo se instalando por perto. Portanto, quando os dias estiverem mais quentes, busque limpar o lixo o quanto antes e nunca deixar os sacos de lixo expostos por mais do que algumas horas.

Outro ponto importante durante o verão é que os animais precisam se hidratar com mais frequência. Por isso, caixas d’água destampadas e até mesmo goteiras e vazamentos no encanamento podem se tornar um prato cheio para que pragas urbanas escolham o local como um ambiente perfeito para procriar.

Atente-se a estes detalhes estruturais para evitar que a sua casa ou empresa se torne a residência dessas criaturas que podem causar tantos problemas.

Quando contratar uma dedetizadora

Claro que mesmo tomando todos os cuidados necessários, chega a hora de considerar a contratação de uma empresa de dedetização. Se o seu ambiente já possui um plano de controle de pragas, provavelmente há uma empresa que realiza a dedetização periódica. Nesses casos, basta entrar em contato com ela para agendar uma dedetização fora da agenda padrão.

Aliás, se você notar que o local tem problemas com pragas urbanas durante o verão, na hora de elaborar um plano de controle de pragas, combina uma dedetização extra para o período de calor, isso vai facilitar bastante o processo de eliminar as pragas no futuro.

Assim que notar a presença de ratos, baratas, cupins ou qualquer outra praga urbana, entre em contato com a Esgotecnica para realizarmos a dedetização do ambiente, garantindo que você fique livre de insetos e ratos.

A Esgotecnica Dedetizadora traz as melhores opções para controle de pragas urbanas. Cuide da sua segurança e da segurança do ambiente contando com nossos serviços e profissionais!

26 jan 2019

Como se prevenir da ameaça dos principais vírus transmitidos por mosquitos no verão

O verão inegavelmente chegou e com ele veio um forte calor. Independente da preferência pessoal de cada pessoa em relação a temperatura, é certo a necessidade de tomar muito mais cuidados com pragas, principalmente os insetos que são muito mais ativos neste período.

Entre os animais que ficam mais animados durante o calor temos os mosquitos, que além de muito chatos, podem transmitir diferentes doenças, algumas até muito temidas, como a dengue ou a Zika.

Levando isso em consideração, a Esgotecnica reuniu algumas dicas para se prevenir da ameaça dos vírus transmitidos pelo mosquito durante o verão.

Como se proteger da ameaça dos mosquitos durante o verão

De todos os vírus que podem afetar os seres humanos durante a estação, a grande maioria é transmitida pelos mosquitos. Não existe maneira de o vírus alcançar um ser humano sem que o mosquito hospedeiro carregue o vetor para o novo hospedeiro. Portanto, a maior preocupação das pessoas deve ser no controle e na eliminação do mosquito.

Evite o mosquito da dengue

A melhor maneira de ficar longe dos vírus que causam doenças é ficando longe do mosquito. As maneiras de acabar com a dengue já foram repetidas e relatadas diversas vezes e em diversos veículos de comunicação.

Mas considerando a importância esse tipo de prevenção, nunca é demais saber como se proteger:

  • A mais importante dica é evitar deixar focos de proliferação no quintal ou nos arredores da sua casa. O mosquito da dengue se reproduz em ambientes com água parada e limpa. Algo que não é tão difícil de eliminar de um ambiente. Vire pneus e garrafas para que eles não acumulem água, use um pouco de desinfetante em ralos e troque a água de animais de estimação constantemente, sem esquecer de limpar o pote uma vez ao dia.
  • Já com os vasos de plantas, o cuidado principal fica por conta de não deixar a água juntar no pratinho que geralmente é colocado embaixo da plantinha. Evitar esse problema é fácil, já que você pode colocar areia onde a água ficaria parada.
  • Outro ponto muito importante é ficar e olho no seu lixo e nunca descuidar de como você joga fora certos objetos. Nunca jogue lixo em valas ou córregos, sempre garanta o descarte correto e nada de deixar entulhos no quintal.

Seguindo essas dicas simples, você pode garantir um quintal livre dessas indesejadas criaturas. Mas ainda há maneiras de se proteger caso você não tenha como controlar os mosquitos em um ambiente, como no trabalho ou por causa de vizinhos.

Repelentes

Os repelentes são simples e bastante eficazes, capazes de espantar os mosquitos. Existem diversos tipos de repelentes que você pode escolher, existem opções em aerossol, líquidas e até mesmo em forma de pulseira.

Quem quer ficar longe destes mosquitos podem escolher qual opção de repelente é a mais indicada para o seu caso. Lembrando que todos repelentes possuem um tempo determinado de efeito. Por isso pesquise bem antes de comprar e tenha sempre o repelente em mãos para repor sempre que o efeito passar.

Tela mosquiteiro

Se a casa fica em um ambiente de risco em relação ao número de focos de criadouros da dengue, pode ser interessante o uso de uma tela mosquiteiro para impossibilitar a entrada dos insetos em sua residência.

As telas são colocadas na janela e são uma solução permanente para ficar seguro dentro de um ambiente. Mas vale ressaltar que depois de sair do local onde estão as telas, você corre o risco de encontrar com esses mosquitos chatos novamente. Portanto, o repelente ainda se faz necessário no dia-a-dia.

Uso da vacina contra a dengue

A vacina contra a dengue é uma boa opção para quem quer evitar ter problemas com o vírus. A vacina licenciada no Brasil é desenvolvida pela empresa francesa Sanofi Pasteur, e é feita com vírus atenuados. Por ser tetravalente ela protege contra quatro sorotipos de dengue existentes, sendo os mais comuns encontrados em contaminações urbanas.

A vacina serve como um importante reforço para quem quer se proteger das doenças causadas pelos vírus transmitidos por mosquitos, porém, não pode ser considerada a única proteção. Em pessoas com mais de 9 anos de idade ela tem uma eficiência de 66%, ou seja, ainda há uma janela para o vírus.

Com isso em mente, a melhor maneira de se proteger da ameaça dos mosquitos durante o verão é fazendo a sua parte para manter o quintal limpo, se protegendo com os repelentes e também contando com as doses da vacina.

Ao seguir essas dicas, você poderá ficar mais tranquilo durante o verão e vai poder aproveitar os dias mais quentes sem medo do mosquito da dengue.

Para os outros insetos, como baratas, cupins e formigas, que também proliferam nesse período, a Esgotecnica Dedetizadora acaba com diversas pragas urbanas em residências e comércios!

Conte com a gente para ajudar sempre que precisar.