SÃO PAULO:
(11) 3053-4600
DEMAIS LOCALIDADES:
0800 755 9000
24 Horas
05 dez 2019
Manter caixa d'água com água limpa

Como manter limpa a água da caixa d’água

Aprenda a manter a água da caixa d’água limpa para garantir a segurança e saúde sua e da sua família.

A caixa d’água é uma das estruturas mais importantes do dia a dia da maioria das pessoas. Basicamente todos os imóveis de áreas urbanas possuem caixa d’água ou então possuem reservatórios. Até mesmo os ambientes com poços artesianos utilizam a caixa da água.

A grande maioria da água que utilizamos no dia a dia vem de caixas. A água desse reservatório é utilizada para a limpeza de louças, para o preparo de alimentos e também para tomar banho, além de outras atividades.

Porém, essas em que temos contato direto com a água apresentam risco para a saúde caso a qualidade da água seja baixa. Uma caixa d’água suja pode infectar a água e causar vários problemas de saúde.

A Dedetizadora Esgotecnica conta com profissionais treinados para realizar a limpeza de caixa d’água sem oferecer isco para a saúde dos moradores e sem causar nenhum dano para a caixa d’água.

Enquanto as caixas residenciais de pequeno porte podem ser facilmente limpas pelos proprietários, caixas de grande porte em ambientes públicos ou que atende várias pessoas precisam de limpeza profissional.

Essa é uma exigência normativa na maioria dos municípios brasileiros. A administração de um grande ambiente é exclusivamente responsável pela qualidade da água. Isso quer dizer que ela precisa contratar empresas de limpeza e terem um certificado de qualidade da água.

Mas antes e entrarmos nesse assunto, vamos falar sobre como manter a água da caixa d’água limpa.

Limpeza de caixa d’água: Como manter a água limpa

A água que recebemos na caixa d’água já é devidamente tratada para contar poder ser consumida pelas pessoas. Apesar de ela ainda precisar ser filtrada para retirar o excesso de cloro, ela tem uma boa qualidade.

Porém, se a sua caixa d’água estiver suja ou infectada, assim que a água chegar dentro do reservatório, ela vai ficar imprópria para consumo.

Uma caixa d’água suja pode causar várias doenças, desde disenteria até problemas hepáticos. Por isso, a limpeza é necessária e dentro da periodicidade correta.

A única maneira de manter a água da caixa d’água limpa é através da limpeza feita de forma correta.

A periodicidade correta para a limpeza, tanto em ambientes comerciais quanto residenciais é de duas vezes por ano, uma vez a cada 6 meses. Independente do tamanho da caixa, esse período deve ser sempre respeitado.

Como fazer a limpeza de caixa d’água

A limpeza exige vários cuidados, porém pode ser feita por conta própria em caixas de pequeno volume (geralmente utilizadas em residências).

A limpeza pode ser feita de forma simples, mas é importante seguir os seguintes passos:

  • Primeiro passo é fechar o registro que leva água até a caixa ou então travar a boia automática para que a água não caia mais dentro dela.
  • Utilize a água para esvaziar a caixa. Deixe cerca de um palmo de algo entro do reservatório, essa água será utilizada para realizar a limpeza. Tampe a saída de água para a água da limpeza não ir para as torneiras.
  • Com panos ou então uma bucha macia limpe todo o interior da caixa, tanto o fundo quanto as paredes. Utilize água sanitária para fazer a limpeza. A água sanitária mata as bactérias e limpa toda a parte interna da caixa. Não use nada além da água sanitária, desinfetantes e detergentes podem acabar contaminando a água no futuro e tornando-a imprópria para consumo.
  • Depois que tudo estiver limpo, retire toda a água suja de dentro da caixa e enxugue toda a parte de entro. Deixe o reservatório encher por cerca de mais um palmo.
  • Coloque água sanitária junto com o palmo de água. Use 1 litro de água sanitária para cada 1000 litros de água. Caso a caixa tenha 500l, use 500 ml e assim por diante.
  • Deixe essa mistura na caixa por 2 horas, a cada 30 minutos use um balde para jogar a mistura nas paredes da caixa.
  • Por fim, esvazia a caixa d’água utilizando as torneiras (não utilize a água para consumo)
  • Abra o registro e deixe a caixa encher novamente.

Contrate uma empresa profissionao

Com isso, você mantém a água da caixa d’água limpa e segura. Fazendo esse procedimento a cada 6 meses, você pode ficar tranquilo quanto a sua saúde.

Para as empresas, hospitais e condomínios com grandes reservatórios, é necessário contratar uma empresa profissional.

A Esgotecnica Dedetização trabalha de acordo com todas as normas do setor para a limpeza desses reservatórios, sempre garantindo a tranquilidade e segurança dos moradores e usuários do sistema.

Com mais de 20 anos de experiência, com a gente você tem a certeza de que encontra tudo o que precisa para não ter nenhuma dor de cabeça!

Chame a Esgotecnica que a gente sempre resolve.

05 ago 2019
Dedetização hospitalar: o que você precisa saber

Dedetização hospitalar: o que você precisa saber

Os hospitais são ambientes de risco e que conta com várias pessoas debilitadas. Por esse motivo, todo tipo de vetor de doenças deve ser restritamente controlado dentro de ambientes hospitalares. Isso faz da dedetização hospitalar um assunto sério e bem complexo.

A Dedetizadora Esgotecnica atua em São Paulo e na região com a dedetização de diferentes tipos de ambientes. Trabalhamos também no âmbito hospitalar, sempre oferecendo segurança completa e todos os procedimentos necessários para eliminar as pragas.

Primeiro é importante entendermos o perigo das pragas urbanas para os hospitais! Essas pragas são vetores de diversas doenças, com atenção especial aos ratos e também às baratas.

Esses animais carregam em suas patas e seus pelos várias bactérias, vírus e outros agentes contaminantes que podem ser muito perigosos para pacientes e para todos no ambiente hospitalar.

A simples presença de ratos e baratas pode colocar em risco muitos pacientes e ser uma tremenda dor de cabeça para a administração do hospital.

Além disso, temos também outras pragas, como os cupins, que podem causar danos gravíssimos a parte estrutural de um ambiente.

Enquanto eles são problemáticos para qualquer ambiente, os cupins causam mais problemas para um hospital por causa da dificuldade de realizar reforma nesses locais.

Para garantir a tranquilidade da administração e a saúde de todos os pacientes, a dedetização deve ser feita sempre que as pragas forem notadas.

Além disso, é importante também contar com um programa de dedetização preventiva para evitar que essas pragas surjam.

Confira um pouco mais sobre esse assunto delicado!

Como evitar pragas urbanas em hospitais

Evitar o surgimento das pragas urbanas é a melhor coisa a se fazer. Parte da dedetização hospitalar preventiva consiste em não deixar que ratos, baratas e cupins consigam proliferar dentro do ambiente.

Infelizmente, o ambiente hospitalar e clínico possui uma série de fatores que facilitam o surgimento e proliferação de pragas urbanas.

Inicialmente temos o fato de que é um lugar com muitas pessoas e uma alta movimentação. Isso ajuda pragas urbanas de vários tipos a se espalhar.

Outra coisa que ajuda bastante no surgimento dessas pragas é que hospitais geralmente possuem um grande espaço e estão quase sempre abertos. Além disso temos o estoque de alimento, humidade e muitos outros pontos.

Portanto, é fundamental que na criação de um plano de dedetização preventiva, seja eliminado:

  • Oferta de abrigo – Ratos, baratas, cupins, formigas e todas as outras pragas urbanas precisam de um lugar para “se esconder”. Isso vai desde roupas sujas jogadas em um canto até caixas armazenadas. Esses abrigos precisam ser eliminados para evitar a proliferação.
  • Oferta de água – Todo animal precisa de água para sobreviver. As pragas urbanas aproveitam de goteiras, canos rachados e infiltrações para isso. Portanto, esses fatores devem ser sempre resolvidos.
  • Oferta de alimento – Baratas e ratos costumam se alimentar de restos de comida e outros materiais encontrados no lixo. Isso deve sempre ser eliminado do ambiente.

Além disso, o hospital também precisa utilizar armadilhas para ratos de tipos variados para pegar indivíduos que entrem no local antes de iniciaram uma colônia.

Cuidado com a empresa contratada para dedetização hospitalar

Um ponto que é muito descuidado por muitos contratantes é a seriedade e o profissionalismo da empresa contratada.

É muito importante entender que o trabalho de dedetização não é apenas jogar veneno em um local e pronto. Existem normas e várias recomendações feitas pela ANVISA que regulamentação a atuação.

Essas normas garantem que o veneno usado é permitido, que não haverá risco para os pacientes e também que o descarte das embalagens dos venenos não é feito de forma inadequada. O descarte irregular traz graves consequências para o meio ambiente.

Por isso, é fundamental que ao contratar serviço de dedetização para hospitais, seja feito o contato com uma empresa 100% séria e que tenha todas as licenças para atuar.

A empresa também precisa se preocupar com a segurança de seus funcionários. Ou seja, é necessário que quem esteja realizando o procedimento tenha todos os EPIs (Equipamento de Proteção Individual) e possua treinamento adequado.

Quando chamar uma dedetizadora para hospitais?

O mais importante é não esperar a proliferação começar para poder tomar a iniciativa de entrar em contato com uma dedetizadora. O certo é você ter o contato de uma empresa e juntos traçarem um plano de prevenção de pragas.

Caso esse não tenha sido o caso, é importante chamar a dedetizadora assim que notar os principais sinais das pragas urbanas no ambiente.

Não demore muito para contratar uma empresa, afinal todas as pragas urbanas possuem uma capacidade muito rápida de proliferação.

Para garantir a dedetização de hospitais e clínicas em São Paulo, litoral e cidades da região, conte com a Esgotecnica!

A Esgotecnica oferece todas as soluções para acabar com qualquer praga urbana dentro.

A Esgotecnica também tem todas as certificações necessárias para atuação. A empresa conta com muitos anos de experiência, além de vários casos de sucesso e clientes satisfeitos com o nosso serviço de dedetização.

Entre em contato com a gente e conheça mais sobre os nossos serviços, condições e empresa. Garantimos que você encontrará tudo o que precisa para livrar o ambiente hospitalar de pragas e vetores.

23 maio 2019

Limpeza de caixa d’água: o que você precisa saber

A caixa d’água é um sistema que está presente na grande maioria das casas, apartamentos, prédios e jogas, esse é um sistema de abastecimento eficiente e o mais usado em todo território nacional. Mas, como qualquer outro sistema de armazenamento de água, a caixa ‘água precisa ser limpa. A limpeza de caixa d’água é ainda mais importante que outros sistemas.

A caixa d’água é fundamental para o dia a dia de qualquer ambiente, afinal, é responsável por abastecer a residência, comercio ou indústria. Por mais que a água para consumo direto não venha da caixa, muito do que é usado no dia a dia vem dela e em caso de caixas d’água sujas, é possível acabar se contaminando com a sujeira acumulada na água.

Tanto pela ação do tempo, que acaba acumulando sujeira na água dentro da caixa, tanto por causa da sujeira encontrada na água do abastecimento. A cada determinado número de semanas, é necessário limpar a caixa para evitar problemas. A própria presença dos sais e cloro da água pode acabar sujando a caixa de tempos em tempos.

Outro fator importante a ser considerado é que, mesmo tampada, existe a possibilidade de mosquitos colocarem ovos dentro da caixa. Por isso a limpeza e a higienização são tão importantes.

Pensando nisso, a Esgotecnica está trazendo para nossos leitores um guia de como realizar a limpeza de caixa d’água para garantir um procedimento eficiente e que vai proteger a saúde de todos os moradores da sua casa ou trabalhadores de uma empresa.

Continue com a gente e confira a importância da limpeza de caixa d’água e qual é o passo a passo necessário para realizar o procedimento.

O que você precisa saber sobre limpeza de caixa d’água

Como dissemos, a limpeza de caixa d’água é bastante importante e deve ser realizada a cada seis meses, dependendo da qualidade da água que é entregue pela companhia de saneamento básico. Se a água for carregada com muito cloro ou com muita sujeira, é necessário limpar mais vezes.

Vale lembrar que a sujeira pode não apenas descer pelo cano, o que já é algo bem desagradável, mas dependendo do nível de sujeira presenta na água, é possível que a água cause um entupimento na tubulação durante o uso diário.

Como fazer a limpeza da caixa d’água?

Para realizar a limpeza de caixa d’água são necessários vários passos e que devem ser feitos com paciência e com bastante atenção. Confira o passo a passo de como você deve realizar a limpeza da sua caixa d’água:

  • Comece fechando o registro de entrada ou então amarrando a boia para parar de jogar água dentro da caixa.
  • Consuma a água que sobrou dentro do reservatório com o intuito de esvaziar a caixa d’água para a limpeza. Lembre-se que você precisa deixar pelo menos um palmo de água dentro da caixa.
  • Feche o registro de saída antes de iniciar a limpeza.
  • Com a água que está dentro da caixa, utilize um pano ou esponja macia para limpar toda a parte interna do reservatório. Não utilize vassouras ou lãs de aço, já que esses objetos podem danificar a superfície da caixa.
  • Descarte toda a água da limpeza utilizando a esponja ou retirando a água com balde. Não utilize as torneiras para esvaziar a caixa, pois a sujeira pode acabar contaminando os pontos de saída.

Higienização

Agora concluímos o processo de limpeza, porém, é necessário realizar o procedimento de higienização com água sanitária. A água sanitária irá higienizar não apenas a caixa, mas também os pontos de saída e a tubulação.

  • Abra novamente o registro/boia e encha a caixa d’água com cerca de 1 palmo de água. Feche o registro novamente.
  • Agora é necessário adicionar a água sanitária. Coloque de 1 L (um litro) de água sanitária para cada 1.000 L de água. Ou seja, se a Caixa for de 500L, adicione 0,5 L (meio litro) de água sanitária.
  • Deixe esta mistura na caixa por 2 horas e a cada 30 minutos, com o uso de um pano ou de uma brocha, passe a solução nas paredes internas e na tampa do reservatório.
  • Depois de duas horas do início do procedimento, abra o registro de saída, torneiras e descargas, para que a solução contendo água sanitária faça a sanitização da tubulação de saída/consumo.
  • Depois de descartar esse palmo de água com água sanitária, pode deixar a caixa encher normalmente. Porém, é recomendado que o primeiro uso, para evitar acidentes, deve ser usado para limpeza de quintais e não para o consumo ou banho.

Limpeza profissional de caixa d’água

Caso você queira contar com a melhor limpeza de caixa d’água, você pode contar com a Dedetizadora Esgotecnica. Temos profissionais treinados e os melhores procedimentos para limpeza de caixa d’água com segurança e satisfação total de nossos clientes.

Tire suas dúvidas pelo WhatsApp