Muitas vezes estamos tranquilos dentro de casa e então começamos a notar alguns pernilongos voando pelo local, ou até mesmo pousando na gente.

Nesse momento lembramos de todas as notícias relacionadas a dengue e ao aedes aegypti e aí começa a preocupação.

Será que é dengue? Tem dengue em casa? Será que já foi picado e vou entrar para as estatísticas?

A preocupação é comum e vem se tornado cada vez mais comum nos lares brasileiros. Principalmente nos estados onde a ocorrência da doença já está há níveis alarmantes de quase epidemia.

Na maioria das vezes estamos apenas nos preocupando sem necessidade, algumas vezes estamos certos.

Devido à gravidade da dengue é que é preciso entender a diferença entre o pernilongo comum e o mosquito da dengue.

Existem uma série de fatores que ajudam na hora de diferenciar as duas espécies do mesmo inseto.

Aprenda a diferenciar o mosquito da dengue do pernilongo comum.

As diferenças entre o mosquito da dengue e o pernilongo

A primeira diferença está na determinação científica dos dois. O pernilongo comum é chamado de Culex quinquefasciatus, já o mosquito da dengue é o famoso Aedes Aegypti.

Mas isso não interessa tanto para quem quer descobrir a diferença entre eles. O importante é o que podemos ver a olho nu e o que podemos notar.

Bom, as principais diferenças entre eles são:

O tamanho

A primeira diferença distinta entre os dois está no tamanho de cada um.

O Culex mede de 3 a 4 milímetros. O Aedes pode medir de 5 a 7 milímetros. Ou seja, quase o dobro do tamanho.

Claro que não há como medir um mosquito com uma régua, ainda mais por serem difíceis de capturar. Mas apenas de bater o olho já dá para notar se o mosquito tem um tamanho normal, ou se ele é um grandalhão.

A cor

Além do tamanho bem diferente entre os dois, outro detalhe básico é a cor dos mosquitos.

O Culex possui uma cor marrom bem clássica desses insetos. Nada que chame muito a atenção. É até difícil ver ele contra a pele, dependendo do tom.

Já o Aedes Aegypti possui o corpo preto com fachas brancas. Parece com uma camisa de presidiário. Ele é bem distinto e fácil de ser reconhecido.

O horário de alimentação

O pernilongo comum, como todo mundo já está acostumado, é um inseto noturno. Ele começa a procurar por alimento depois das 18 horas.

Quando mosquitos estão incomodando durante a noite é 100% de chance de ser um Culex comum.

Em contrapartida o Aedes só tem atividade durante o dia, geralmente das 9h às 13h. Quase que um horário de almoço. Ataques nesse horário são preocupantes.

O barulho que fazem durante o voo

Sabe aquele barulhinho bem chato que o mosquito faz? Bem parecido com um “bzzzzz”. Esse barulho é característico apenas do pernilongo.

O Aedes Aegypti não possui som algum, ele é silencioso. Esse é um dos fatores preocupantes do mosquito da dengue, ninguém ouve ele chegando.

Velocidade de voo

O Culex é menor e consequentemente mais fraco do que o seu primo perigoso. Isso também se aplica as asas das duas espécies.

Os pernilongos comuns voam bem mais lentos do que os Aedes. Eles são lentos o suficiente para serem esmagados ou mortos por raquetes elétricas.

O Aedes, por sua vez, é muito rápido e ágil. Dificilmente é possível matar um mosquito da dengue com uma raquete elétrica ou com uma chinelada.

Local de picada

O local da picada também possuí uma diferença muito grande.

A diferença entre a picada do mosquito comum e o da dengue está nas marcas deixadas pelos dois.

O Culex deixa marcas por onde ele passa. Pele irritada, coceira e vermelhidão são os principais sintomas da picada causada pelo Culex.

Infelizmente o mosquito da dengue também é silencioso com a sua picada. Ele não deixa sinais, marcas, dor ou coceira. Ele pica, suga seu sangue e vai embora e nem é possível de sentir a sua ação.

Juntando isso com o seu voo silencioso, o mosquito da dengue é um perigo quase imperceptível.

Como se prevenir contra os mosquitos

Tanto o Culex quanto o Aedes botam seus ovos no mesmo lugar. Em água parada. A diferença é que o Aedes prefere água limpa e tem os ovos muito mais resistentes.

Para evitar problemas com qualquer espécie de mosquito, a dica é bem simples. Prevenção.

Confira algumas dicas que podem ajudar a prevenir o aparecimento desses insetos:

  • Mantenha a caixa d’água sempre com a tampa adequada;
  • Evite o entupimento de calhas através da limpeza e manutenção periódica;
  • Não deixe água a da chuva acumular na laje;
  • Lave com escova e sabão todos os containers de água;
  • Encha o pratinho dos vasos das plantas com área;
  • Troque a água dos animais todos os dias e lave os potes uma vez por semana;
  • Não deixe nenhum objeto que possa acumular água em local aberto.

Seguindo essas dicas simples você não irá precisar se preocupar nem com o mosquito da dengue e nem com o chato do pernilongo.

Precisa de ajuda profissional?

Entre em contato com a gente e conheça nossos serviços de dedetização. Temos a certeza de que você irá encontrar todas as soluções que você precisa.