São Paulo:
(11) 3053-4600
Demais Localidades:
0800 755 9000
24 Horas
12 fev 2015

A dedetização pode matar as plantas?

Na hora da dedetização surgem diversas dúvidas em nossa cabeça: O que fazer? Preciso sair de casa? São várias mesmo, tanto que temos um artigo sobre estas dúvidas: Como preparar a casa para dedetização?

Mas, além de todas as perguntas já respondidas, existe uma que perturba boa parte dos contratantes do serviço:

A dedetização tem risco de matar as minhas plantas?

A resposta é simples: a dedetização tradicional funciona com a pulverização do veneno pelo ambiente e este método pode, sim, trazer riscos às plantas da casa. É preciso tomar alguns cuidados para que o veneno mate apenas as pragas, e não as plantas.

O ideal para preservá-las é retirar todas as plantas de casa antes da dedetização. Dessa forma, elas não serão pulverizadas pelo veneno e não correm risco de morrer.

Algumas espécies fortes são mais resistentes, como as famosas comigo ninguém pode, mas coloque todas as plantas de volta ao ambiente 24h após a dedetização para não haver riscos. Este é o melhor método para evitar a morte das plantas com a pulverização.

Outra coisa importante de lembrar é que os venenos químicos para controle de insetos e pragas não devem ser aplicados por pessoas sem capacitação. Alguns riscos, como excesso de pulverização, podem matar as plantas e oferecer danos aos moradores mesmo um dia após o processo.

Apesar destes riscos nas formas de pulverizar o inseticida, existem novas técnicas de dedetização no mercado que não trazem danos às plantas e nem precisam esvaziar o imóvel para a aplicação.

Dedetização em gel ou granulado

A dedetização em gel e com granulado já está disponível no mercado brasileiro há mais de uma década, mas ainda é desconhecida pela maior parte da população.

São muitas as vantagens destes dois novos métodos para o tradicional:

  • Aplicação sem necessidade de esvaziar o imóvel
  • Não traz cheiro
  • Sem riscos à saúde
  • Muito recomendável para a dedetização de restaurantes
  • Ação imediata e duradoura
  • Tem alto poder de atração e extermínio de pragas
  • Aplicação mais segura para os moradores
  • Controle dos insetos em até 48h

A dedetização com gel ou granulado tem todas estas vantagens por um motivo bem simples:

Ao contrário da pulverização, ela aplica o inseticida nos locais com concentração de pragas. É uma aplicação estratégica, não generalizada.

Qual o melhor método?

Com todas essas vantagens dos novos métodos de dedetização, eles são bem melhores que o primeiro, certo? Errado! Não existe um método melhor ou pior, cada um é eficiente em determinadas situações.

A pulverização do imóvel é mais genérica e serve para controlar todas as pragas que podem invadir a casa. Enquanto, a aplicação de gel ou granulado é para combater algumas espécies específicas com um cerco de veneno.

A melhor pessoa para dizer qual a opção ideal de dedetização para seu imóvel é um profissional. Chame uma empresa especializada para fazer uma avaliação no ambiente. Assim fica mais fácil saber qual o melhor método para a casa.

30 jan 2015

Como se livrar de escorpiões

Os escorpiões são animais peçonhentos que não estão muito presentes nas grandes cidades, mas aterrorizam parte da população urbana e muitos moradores do interior. Apesar das dificuldades para cuidar destas invasões, existem algumas pequenas dicas de como se livrar de escorpiões que explicaremos neste texto.

Antes de tudo, você precisa saber que uma infestação de escorpiões só pode ser resolvida com a dedetização. Todas as outras medidas são úteis quando temos um visitante pontual, mas infestações são mais sérias e precisam dos serviços de um profissional especializado.

Esses animais invadem a residência em busca de um lugar para morar, comer e beber água. O primeiro passo para acabar com essas visitas nada agradáveis é quebrando as condições para que ele viva bem na sua casa.

Entulhos e outros materiais espalhados pelo quintal podem ser ótimos esconderijos para eles. O ideal é começar com uma boa limpeza removendo telhas, tijolos e entulhos da residência. Alguns brinquedos de crianças também são lares para escorpiões. Portanto, muito cuidado para não deixar seu filho criar um ambiente seguro para estes animais e colocar a vida das crianças em risco.

Essa primeira atitude de faxina faz com que esses bichos peçonhentos não tenham onde se esconder e fiquem bem visíveis caso invadam sua casa. O próximo passo, está na limpeza das suas fontes de alimento e água.

Os restos de água que ficam acumulados entre os pisos, nas beiradas do armário e, até mesmo, em cima da pia são bebedouros para os escorpiões. Uma das formas de como se livrar dos escorpiões é mantendo a casa bem seca e sem espaços úmidos. Dessa forma, ele não tem a água que precisa para viver.

Mas não é só a água que eles buscam nas casas. O escorpião entra nos imóveis em busca de comida também. Esse alimento pode ser desde migalhas e pacotes abertos que estão na sua casa, até pequenos insetos e baratas.

Feche muito bem todas as embalagens de comida e evite deixar migalhas em cima da mesa, balcão, pia etc. Elas atraem animais peçonhentos como o escorpião e outros tipos de pragas urbanas.

Outra forma de evitar a vivência destes animais é realizar um grande controle das baratas, caso tenham muitas na região onde você mora. Este controle de baratas e pequenos insetos faz com que eles não tenham comida.

Quem mora em regiões rurais ou têm um quintal grande pode criar galinhas para ajudar. Elas se alimentam de tudo que veem pelo chão, inclusive insetos, e não deixam criar as condições para a sobrevivência do escorpião. É uma forma bem simples e direta para conter a invasão de escorpiões.

Apesar de ser bom controlar os insetos, é preciso tomar cuidado com certas pragas que ajudam no controle e caça dos escorpiões. Algumas espécies de aranha venenosas se alimentam destes animais peçonhentos. Não matar as aranhas que aparecem pela sua casa ajuda na hora de se livrar dos escorpiões.

Como evitar escorpiões?

Além das dicas que já demos acima, que também servem para evitar o acesso de escorpiões à casa, você pode tomar algumas medidas que dificultarão a entrada destes bichos.

Os ralos desativados, por exemplo, são ótimas portas de entrada para os escorpiões. O ideal é fechar todos estes ralos ou colocar um peso em cima caso não tenham tampa. Esse ambiente cheio de água e bem fechado é um esconderijo para eles.

As rachaduras e buracos nas paredes, móveis e outras estruturas também facilitam o acesso dos animais, além de serem porta de entrada para infestações de cupins. Procure todos esses pequenos buracos e tampe-os para evitar que os escorpiões entrem através deles.

Mas, se mesmo com todas essas dicas, você não conseguir achar um jeito de como se livrar dos escorpiões, o ideal é chamar uma dedetizadora que controlará na base do inseticida. Em muitos casos, esta é a única solução.

E não se esqueça: Para se livrar definitivamente de escorpiões e de outras pragas urbanas, conte com a Dedetizadora.

20 jan 2015

Especialistas dão dicas para evitar e combater pragas dentro de casa

Série ‘Caçadores de pragas’ estreou nesta segunda-feira (13) no Bem Estar.
É importante deixar o lixo e o ralo fechados e manter a pia da cozinha seca.

Quando chega o verão e as chuvas, começa também a temporada de pragas, que podem ser uma grande ameaça para a saúde.

Apesar de parecerem inofensivos, esses pequenos insetos carregam vírus e bactérias e, por isso, podem ser transmissores de doenças graves, como explicou o infectologista Caio Rosenthal no Bem Estar desta segunda-feira (13).

Porém, para entrarem dentro da casa das pessoas, eles precisam de água, abrigo e alimento – por isso, é bom manter o ambiente protegido e blindado contra esse problema, adotando hábitos simples, como recomendaram o engenheiro agrônomo Luis Fernando Macul e o biólogo Fernando Bernardini.

Segundo os especialistas, uma das medidas mais importantes de combate a essas pragas é em relação ao lixo – moscas, formigas, baratas e até roedores são atraídos pelo lixo exposto. Por isso, dentro de casa, é importante ter boas lixeiras de plástico e deixá-las sempre fechadas. Já fora da casa, é melhor usar as caixas de lixo altas, que dificultam o acesso de animais pequenos, como cachorros, gatos e ratos, que podem abrir o lixo e deixá-lo exposto aos insetos.

Na cozinha, o principal cuidado é com a pia – pesquisas mostram que as casas de pessoas que secam as pias depois de usá-las têm menos chances de ter uma infestação de insetos.

Portanto, a dica dos especialistas é, após lavar a louça, jogar água fervente na pia para matar as bactérias e depois secá-la com um pano, para afastar as pragas. Fora isso, é bom evitar que alimentos fiquem na pia de um dia para o outro.

Em relação aos ralos, os especialistas lembram que eles são a conexão do esgoto com a parte de dentro da casa, ou seja, podem ser a porta de entrada para as pragas. Por isso, é essencial que eles tenham sempre o dispositivo para deixá-los fechados. Podem ser usados ainda tapetes de plástico ou capinhas plásticas, que também funcionam como uma barreira.

 Além dessas medidas preventivas, existe ainda uma arma infalível no combate às pragas: o aspirador de pó.

Muita gente já tem esse aparelho em casa, mas não usa como deveria – ele é capaz de sugar restos de comida, insetos e sujeiras que nem estão visíveis, como por exemplo, os percevejos de cama que se localizam geralmente debaixo do lençol e nas dobras do colchão.

Se a ideia, no entanto, for usar o aspirador para “varrer” pragas vivas, como formigas e baratas, a sugestão dos especialistas é colocar inseticida em pó dentro do saco do aparelho antes de usar.

Como combater mosquitos?
Na primeira reportagem da série, os caçadores de pragas foram até a casa da arquiteta Gisele Nagahama, em São Paulo, para ajudá-la a acabar com os pernilongos.

Apesar de morar em uma cidade grande, a telespectadora vive também perto do rio Pinheiros e de uma mata e, mesmo com as janelas fechadas, luta todos os dias para eliminar os mosquitos.

Depois de usar o repelente de tomada por muito tempo, os produtos passaram a não fazer mais efeito – isso acontece porque o uso excessivo do mesmo grupo químico de inseticidas torna o inseto mais tolerante e resistente, diminuindo a eficácia da proteção. Por isso, a dica é variar as armas de combate – colocar telas e fechar as janelas no fim da tarde são medidas que ajudam bastante, como mostraram os especialistas. Além disso, o uso de ventiladores e até do ar-condicionado também pode espantar os mosquitos, que não gostam de ficar em locais de temperatura baixa.

Outro fator que pode atrair os pernilongos é a água parada – a dica, portanto, é colocar areia no vaso para absorver o líquido e evitar que o mosquito pouse.

Se mesmo assim o problema persistir, a dica do infectologista Caio Rosenthal é o repelente – mas o médico alerta que,  antes de aplicar no corpo todo, é preciso fazer um teste em uma pequena área da pele para avaliar se não há reação alérgica.

Para quem tem alergia a picada de pernilongo, principalmente as crianças, a dica é optar por um antialérgico. Pode acontecer ainda de a pessoa coçar a região que foi picada, o que traz riscos de infecção por causa das bactérias escondidas debaixo das unhas. Portanto, é bom evitar coçar a pele e usar sempre álcool gel nas mãos.

Fonte: G1 / Bem Estar

16 jan 2015

Infestação de cupins: como identificar e eliminar este problema

Uma ameaça silenciosa que quando você vê já comeu boa parte dos seus móveis e coloca a sua família em risco. A infestação de cupins funciona desta forma, mas, apesar de silenciosa, pode ser notada. Neste artigo, iremos mostrar como evitar os ataques, identificar os ninhos e eliminar o problema.

Prevenção de cupins

A primeira parte que se deve fazer é a prevenção contra essa praga urbana. A forma mais eficaz de todas é o tratamento químico das madeiras. Os produtos funcionam como uma camada protetora e ainda servem de veneno para esses pequenos bichos que desejam comer todas as celuloses da casa. O produto químico funciona por cerca de seis anos, então é bom ficar de olho na manutenção.

Também é importante prestar atenção na qualidade da madeira ao comprar móveis para a casa. As madeiras de mais qualidade são mais resistentes aos cupins. O investimento um pouco maior vale à pena para evitar a entrada de pragas em sua casa.

Os cupins gostam de locais úmidos e próximos do solo. Por esse motivo, é bom evitar usar móveis de madeira em solos não cimentados. Assim, você dificulta o acesso.

Outro ponto que vale ressaltar é: tome cuidado com as madeiras que encostam nos seus móveis. Na mudança ou em alguns outros processos, madeiras com infestação de cupins podem ter contato direto com o móvel. Essa é a forma mais fácil de se instalarem ali.

Como identificar?

As infestações de cupins costumam ser percebidas quando já estão em um estágio entre o médio e avançado. Normalmente, as pragas são identificadas quando o morador nota o granulado característicos desses bichos. Isso, na verdade, são as fezes dos cupins.

Você deve evitar que chegue neste ponto com limpezas rotineiras para identificação e prevenção destes bichos. Uma vez por semestre, tire todos os objetos dos armários, estantes etc. e faça uma grande limpeza preventiva.

Você deve observar outros detalhes durante essa higienização. Busque por ranhuras e rachaduras nos móveis – elas facilitam os acessos dos cupins – e bata em alguns pontos da madeira para ver se está oca.

A comunidade de cupins que costuma se alojar nos móveis tem centenas de membros e pode ser eliminada sem oferecer grandes danos quando detectadas logo no começo. Por isso, é importante fazer essa manutenção e identificação.

Eliminar infestação de cupins

Se você identificou o granulado do cupim ou percebeu que pode ter uma infestação no seu imóvel durante uma higienização de rotina, não se preocupe. Existe solução para este problema.

Um dos maiores mitos que criaram nas grandes cidades brasileiras é que a luta contra os cupins é uma luta perdida. A verdade é que é uma luta perdida para eles. Existem no mercado, inúmeros produtos que combatem essas praga, mas a maioria só pode ser usada por profissionais qualificados.

O primeiro passo a se tomar quando perceber uma infestação de cupins em um de seus móveis é removê-lo da casa e evitar o contato com outros objetos de madeira que possam ser contaminados.

Se for uma madeira estrutural da casa, você precisa substituí-la imediatamente por uma tratada para evitar que a praga se prolifere e cause problemas na estrutura.

Depois disso, o ideal é chamar uma equipe para avaliar a situação e determinar qual o melhor cupinicida que deve ser aplicado no seu lar.

Problema com cupins? Não espere e chame a Dedetizadora.

16 jan 2015

É verdade que se o vizinho dedetizar a casa dele, devo dedetizar a minha, pois os bichos virão para cá?

Não exatamente, mas como diz aquele velho ditado, “É melhor prevenir, do que remediar”. O que acontece é que a dedetização visa alcançar os esconderijos dos insetos, que por instinto de sobrevivência vão migrar para outros lugares mesmo que tontos com o veneno, até finalmente morrerem.

Antigamente os produtos tóxicos utilizados eram tão agressivos que poderiam afetar a saúde por meio de inalação, ingestão e absorção pela pele. Hoje empresas especializadas já optam por métodos mais modernos, que se diferem de acordo com a cada praga, sendo possível realizar a dedetização sem ao menos precisar sair do local.

As vantagens destes métodos modernos é que é possível atender pessoas com alergia a odores, crianças recém nascidas, gestantes, animais domésticos, plantas entre outros benefícios que antes eram incômodos.

No entanto, todo cuidado é pouco quando se trata de dedetizações, principalmente se você possui um animal de estimação próximo ao local. Por possuirem um instinto caçador de insetos, os bichinhos devem manter acompanhamento e movimentação restrita, pois qualquer contato com o veneno pode ser fatal. Ainda que não coloquem na boca, somente o contato da pata sobre veneno, basta para contaminação.

As precauções dos vizinhos da casa dedetizada é praticamente o mesmo: feche os ralos e outros locais que podem sair insetos para evitar que estes insetos envenenados entrem na sua casa e intoxique os animais. Ao se deparar com um deles, recolha-o imediatamente e jogue água no local.

O ideal é que as dedetizações sejam combinadas entre os moradores, para evitar qualquer contratempo. Assim, caso o desconforto com os insetos esteja afetando ambas as partes, é possível solicitar o procedimento em conjunto no mesmo período, eliminando o problema de uma só vez.

Os animais devem ficar longe do alcance de qualquer produto químico, seja ele qual for, por isso, recomenda-se deixá-los em casas de parentes, amigos ou petshops por no mínimo 6 horas.

Para executar este serviço é recomendado solicitar uma equipe qualificada. Não se esqueça de certificar-se de que a empresa dedetizadora possui a documentação exigida pela Anvisa. Siga as orientações a risca de acordo com o método utilizado, bem como a manutenção que dependerá do tipo de área.

Dedetizar a casa sem avisar ninguém pode causar fatalidades à vizinhança, informe-se bem sobre os cuidados e repasse aos moradores antes de mais nada.

16 jan 2015

Unidades de saúde ficam fechadas para dedetização em Goiânia

Previsão é que atendimento volte às 19h de domingo (16), diz secretaria.
Pacientes reclamam que não foram avisados sobre fechamento.

Quatro unidades de saúde de Goiânia ficam fechadas neste final de semana para dedetização. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a previsão é de que o atendimento nos Centros de Atenção Integrada à Saúde (Cais) nos bairros Goiá, Jardim Curitiba e Amendoeiras, além do Centro de Referência em Ortopedia e Fisioterapia (Crof), volte ao normal até as 19h deste domingo (16).

No sábado (15), muitos pacientes se revoltaram porque não foram avisados sobre o fechamento das unidades. A auxiliar de serviços gerais Márcia Barbosa viajou com a filha de Abadia de Goiás, a 20 km da capital, até o Crof, mas se deparou com as portas fechadas. “O braço dela está trincado, ela caiu e quebrou. Agora a gente [tem que] vir de longe e ainda descolar daqui para ir para outro lugar”, reclamou.

Situação semelhante aconteceu com a dona de casa Viviane Rodrigues. Ela buscava ajuda para a filha, que se machucou enquanto brincava na piscina, mas só ao chegar no local recebeu a informação de que não havia atendimento. “Nós viemos aqui direto porque aqui é referência. Como que está fechado?”, questionou. Outros pacientes reclamam que estavam em outros Cais onde foram indicados, pelos próprios funcionários, a buscarem atendimento em unidades que depois descobriram estar fechadas.

Em nota, a Secretaria de Saúde disse que informou toda a imprensa, publicou o aviso no site e comunicou o Conselho Regional de Medicina (Cremego) sobre o fechamento das unidades neste final de semana. O órgão disse ainda que os diretores estão nas unidades fechadas remanejando os pacientes desavisados.

Já ns Cais que seguem abertos ganharam reforços de médicos para atender a demanda. No caso de urgências em ortopedia o atendimento acontece no Cais do Setor Campinas.

Fonte: G1

16 jan 2015

Dedetização faz prédio ser esvaziado no Centro de Porto Alegre

Frequentadores reclamaram de cheiro de gás e acionaram bombeiros.
Corporação chegou a isolar a área, mas descartou riscos; ninguém se feriu.

Um prédio comercial precisou ser esvaziado na noite desta quinta-feira (11) no Centro de Porto Alegre. Frequentadores reclamaram de um forte cheiro de gás, mas o Corpo de Bombeiros constatou que tratava-se de uma dedetização em uma das lojas. Ninguém ficou ferido.

O edifício, com cerca de 15 andares, fica na Praça XX de Novembro. Segundo o porteiro, Carlos Roberto Machado Cesar, o cheiro de gás foi sentido no primeiro andar. Ocupantes reclamaram e logo em seguida foram orientados a deixar o prédio.

Por precaução, o porteiro resolveu acionar os bombeiros, que fizeram uma rápida vistoria até localizar o problema. O cheiro saia do depósito de uma loja, que passava por dedetização. O proprietário chegou a fixar um cartaz avisando sob o procedimento.

“Quando abri a porta corta-fogo, o cheiro estava muito forte. Deu uma tonteira, mas estou bem. Foi só um susto”, relatou o porteiro.

Os bombeiros confirmaram que a dedetização não oferecia riscos para a segurança e os frequentadores puderam retornar para o prédio em seguida. O edifício abriga várias empresas e uma faculdade. Ninguém precisou receber atendimento médico, segundo a corporação.

Fonte: G1

02 jan 2015

Como preparar a casa para dedetização?

O processo de dedetização costuma ser um pouco traumático para algumas pessoas que não sabem como se preparar para receber os dedetizadores. Apesar disso, não existe nenhum truque de mágica ou segredo. A preparação é simples e requer apenas conhecimento do local.

Para receber a equipe que fará a dedetização na sua casa, você precisa preparar o ambiente para que eles tenham acesso fácil e não tenham dúvidas de onde estão as pragas que precisam ser removidas da sua casa.

Se você tem muitos problemas com formiga, por exemplo, pode deixar um pedaço de bolo em cima da mesa ou na bancada. Dessa forma, os dedetizadores verão de onde estão vindo as formigas que têm invadido a sua casa.

Apesar da simplicidade, separamos algumas dicas que te ajudarão a não ter mais dúvidas sobre como preparar a casa para dedetização:

  • A atenção com os animais de estimação deve estar redobrada. Se o local onde ele fica precisar ser dedetizado, você deverá levar o animal para outro lugar, como a casa de um amigo ou um hotel para pets.
  • Muitas pessoas deixam para fazer a limpeza da casa apenas depois da dedetização. É importante limpar bem antes. Com a superfície limpa e sem sujeiras, os produtos têm mais facilidade para fixar.
  • Alguns serviços precisam dedetizar o guarda-roupas e armários da casa, como o extermínio de traças e cupins. Nesses casos, você precisa esvaziar e manter as roupas e utensílios em locais seguros.
  • Quando o imóvel é dedetizado, você deve avisar todos que moram ou frequentam o local o dia e horário em que acontecerá a dedetização, para que não haja problemas durante o processo.
  • Não tenha medo de dar informações à dedetizadora. As suas informações e dicas sobre o ambiente podem ajudar a conseguir um resultado muito melhor na dedetização do ambiente.

Como ficou claro, não existem muitos segredos para preparar o ambiente para a dedetização. Seguindo esses passos simples e tendo em mente que o último ponto é o mais importante, você não terá nenhum problema na hora de exterminar as pragas da sua casa.

Quanto maior o número de informações que você der aos dedetizadores e quanto mais evidentes as pragas estiverem, melhor será o resultado da dedetização.

Quanto tempo preciso ficar fora de casa?

Além de todas as dicas de como preparar a casa para a dedetização, existem as dicas para se preparar. Não existe um tempo certo para ficar longe do ambiente com a dedetização normal, já que cada pessoa reage de forma diferente aos produtos.

Mas, uma vantagem é que existem processos de dedetização atualmente que não precisam esvaziar o imóvel de onde as pragas serão removidas. Esses processos são feitos com gel ou granulados. Assim, as pessoas não correm riscos com a inalação de produtos ou o forte cheiro.

Antes de contratar uma empresa de dedetização, pergunte sobre os métodos utilizados e se ela é licenciada pela ANVISA.

25 dez 2014

De quanto em quanto tempo você deve dedetizar sua residência

Saber de quanto em quanto tempo você deve dedetizar sua residência é fundamental para garantir a saúde dos seus moradores e da própria casa. A presença de insetos sempre pode causar prejuízos para nosso organismo já que eles carregam microrganismo por onde passam. Ele também pode interferir na estrutura da casa causando estragos em portas, janelas, móveis, tubulações entre outros. Por isso o ideal é que sua moradia esteja sempre protegida deles.

Geralmente as empresas especializadas em dedetização sugerem uma frequência média de três em três meses. Esse seria o tempo em que as substâncias usadas nas aplicações ficariam ativas no local. Mas algumas variáveis podem mudar esse tempo para mais ou para menos. A primeira variação é analisar a região onde sua residência está instalada. A atividade dos insetos é intensa no local? Eles possuem acesso livre à sua casa? Os vizinhos estão sendo atingidos? Tudo isso deve ser levado em conta.

Quanto dura o efeito de cada produto usado na dedetização

Outra variação pode ser o tipo de produto usado na dedetização. Os mais comuns são o spray, o pó e a isca. Esse último é um processo moderno em que a praga ingere a isca. Vamos pegar o exemplo das baratas: elas ingerem o gel, passam mal e apresentam diarreia. As outras baratas, que se alimentam de fezes da espécie, acabam contaminadas e repetindo todo o processo. O resultado é uma exterminação em cadeia. Por isso é preciso lembrar que os insetos não morreram todos durante a dedetização. A ideia é que ele ingira o veneno, mas esse trabalhe devagar para que a praga morra no seu ninho, contaminando assim toda a ninhada. Em geral é preciso de duas a três semanas para que todos morram.

O método mais popular é o spray. Nele o veneno é diluído em alguma substância e pulverizado nas regiões com mais insetos, como tetos, paredes e rodapés. O inseto entra em contato com o veneno e morre. A substância continua ativa durante três meses, matando qualquer inseto que passar por ali. O pó continua sendo o tipo mais versátil de combate aos insetos, mas são usados em situações específicas. Eles são capazes de atingir locais que o gel e o spray não conseguem, como as tubulações. Em ambos os resultados pode ser vistos rapidamente, com cerca de 24 horas. E é possível encontrar insetos mortos depois de semanas da dedetização por conta do efeito residual os produtos.

Dedetização de emergência 

Vale lembrar que existem situações especiais onde a dedetização deve ser adiantada ou mesmo feito com urgência o mais breve possível. E o caso, por exemplo, quando insetos diferentes como o escorpião aparecem de repente na região. A dedetização precisa ser feita em todas as casas da região e é possível que a empresa contratada consiga detectar a origem do problema. O mesmo ocorre quando ocorre um aumento importante de determinada praga, o que pode causar uma epidemia. Além da dedetização das casas da área, é preciso descobrir o que causou o aumento dos insetos, o que vem atraindo-os em maior quantidade. Fora esses casos emergenciais, o melhor é conversar com a dedetizadora para saber se a frequência de 3 em 3 meses é adequada para você.

E lembre-se: seja para uma dedetização preventiva, de manutenção ou emergencial, conte sempre com a Dedetizadora.

09 dez 2014

6 Sinais de que você deve dedetizar seu jardim

O processo de dedetização não é exclusivo de áreas internas. Ele também pode ocorrer em áreas externas como varandas, quintal, jardins, campos, praças. Isso porque os insetos e outras pragas urbanas também estão lá. De nada adianta limpar toda a casa se o seu jardim continua com as más companhias. Em dias, eles estarão dentro de casa novamente.

Conheça os 6 sinais de que você deve dedetizar seu jardim:

  • As temperaturas altas ajudam na reprodução e proliferação dos insetos e outras pragas urbanas. Por isso, quando os dias de calor estiverem se aproximando, é aconselhado fazer uma dedetização não só dentro de casa, mas também nas áreas externas de sua casa para prevenir problemas.
  • Não há jardins sem insetos, é claro. Mas se por alguma razão você notar um aumento na quantidade deles, é hora de ficar atento e chamar uma empresa especializada em dedetização. Os técnicos irão não só resolver o problema como também irão fazer um diagnóstico sobre a causa que levou a isso. E é bom fazer isso logo para que o problema não aumente.
  • Observe sempre as plantas, folhas e flores do seu jardim, quintal ou varanda. Alguns insetos costumam comer partes da planta e se você notar isso pode ser aconselhado a chamar uma dedetizadora para analisar o local. O problema não será apenas comerem suas plantas, mas também entrarem em sua casa e também atraírem outros insetos, aumentando o problema. Isso sem falar nas doenças que podem causar em plantas, animais e seres humanos.
  • Se já passou um tempo desde a última dedetização pode ser o momento de fazer novamente. As substâncias usadas em uma dedetização geralmente tem vida ativa de cerca de três meses. Para ter uma boa garantia e segurança, é bom calcular certa frequência. Assim você estará livre de proliferações fora de controle, doenças e outros problemas que as pragas urbanas podem trazer.
  • Fique atento às notícias sobre pragas urbanas. Volta e meia ouvimos que um escorpião aparece em determinado bairro ou cidade. Se for perto do seu local de residência, leve a notícia à sério. Esses insetos geralmente não aparecem sozinhos e é quase certeza de que estão se espalhando silenciosamente pela região. Outra vantagem de chamar uma empresa dedetizadora nesse momento é que ela, sabendo das notícias, terá se preparado ainda mais para atender os clientes e contará com técnicas especiais para o inseto detectado.

Quando você resolver fazer uma mudança no jardim, aproveite que todas as plantas estarão podadas, tudo estará organizado e faça uma dedetização para proteger o ambiente. Com as plantas baixas e o local mais limpo, os técnicos terão acesso fácil a certos locais que geralmente são difíceis de alcançar normalmente. Você pode contar com as habilidades dos técnicos da empresa para que nenhuma substância usada seja prejudicial à suas plantas, árvores e flores. Eles também estarão acostumados a manter o local limpo e organizado, igual ao que encontraram.

E você já sabe: quando precisar de uma empresa para dedetizar o seu jardim, conte com a Dedetizadora.