SÃO PAULO:
(11) 3053-4600
DEMAIS LOCALIDADES:
0800 755 9000
24 Horas
04 nov 2014

A importância de manter o seu comércio livre de pragas

Tão fundamental como a organização de um comércio, está o controle de pragas. Condições favoráveis no ambiente de trabalho são essenciais não apenas para a equipe de trabalho, mas para zelar também pelos clientes.

Um ambiente limpo e higiênico chama a atenção do consumidor. O contrário acontece, se este cliente estiver na loja, empresa, indústria e encontrar um rato ou baratas. Além de poder denunciar o comércio, vai sair falando mal e possivelmente é um cliente a menos.

Por isso, todo cuidado com a higienização é fundamental. E quando se tratar de estabelecimentos alimentícios o cuidado é redobrado. Vamos mostrar alguns motivos pelo quais você deve zelar para que seu ambiente esteja longe das pragas urbanas.

Importante para a qualidade dos produtos: Independente do tipo de comércio dentro do setor alimentício, um restaurante, bar ou supermercado, é fundamental que o estabelecimento siga as regras e deixe o ambiente longe de pragas urbanas, para garantir a qualidade dos alimentos, produtos e segurança para os clientes.

Legislação em estabelecimentos: Existe uma Resolução de Diretoria Colegiada RDC nº 216, de 15 de setembro de 2004 onde todos os estabelecimentos de alimentos deve seguir esta resolução na qual se dirige a tomar providências quanto ao controle de pragas urbanas nesses locais. Quais sãos estes locais? Cozinhas de grandes empresas, bares, restaurantes, lanchonetes, cantinas, entre outros, onde o alimento se faz presente. Conforme consta no item 4.3.1, assim define: “A edificação, as instalações, os equipamentos devem ser livres de vetores e pragas urbanas”. Então, é dever do proprietário cuidar do seu local para o controle das pragas.

Pode causar risco de contaminação: Você já deve ter ouvido falar de alguém que foi em um bar, restaurante e depois passou mal. A causa pode ter sido a contaminação de pragas em alimentos. Isto porque, algumas pragas são responsáveis pela transmissão de doenças como disenteria, difteria, salmonelose, tuberculose, entre outras. Por isso, tudo cuidado em higiene é pouco. Por mais que o ambiente transpareça ser limpo, é preciso ter atenção com algumas pragas que costumam se instalar dentro de caixas de papelão, embalagens plásticas ou até mesmo em sementes e grãos.

Dados de pessoas contaminadas: Prova disso é que muitas pessoas ainda continuam se contaminando em estabelecimentos alimentícios em decorrência do ataque das pragas urbanas. Por exemplo, um pacote velho de bolacha pode ser o local perfeito para instalação de pragas. Neste caso, especialmente em grandes indústrias o cuidado deve ser diário, para que seja feita observação nos alimentos e a limpeza regularmente.

Condições favoráveis

Todo o ambiente no comércio deve se atentar para esses detalhes e ter alguém responsável por esse serviço. Um terreno baldio perto do comércio pode, por exemplo, favorecer a entrada de ratos aumentando o risco de contaminação na comida. Os cupins podem trazer sérios danos para as prateleiras ou materiais de madeira.

O cuidado com este ramo não deve ser feito apenas verificando. Ele inicia na verdade, desde a armazenagem, industrialização até o consumo.

Serviço autorizado

As empresas especializadas neste tipo de serviço são as empresas de dedetização que farão o manejo e controle das pragas. Recomenda-se que o dono do comércio tenha uma parceria com alguma empresa dedetizadora, já que está parceria deve ser quase regularmente. A empresa especializada vai usar as melhores ferramentas, detectando a praga e utilizando agentes químicos como inseticidas e raticidas e medidas corretivas que respeitam o local da empresa, a equipe de funcionários, bem como os clientes, para não oferecer nenhum risco à saúde dele.

É necessário que o cliente, quando identificar algum caso onde há praga, faça a denúncia para secretária responsável que possa tomar medidas contra a empresa.

27 out 2014

As 10 principais pragas que aterrorizam as residências

Lidar com pragas nas residências é uma das coisas mais chatas que acontece em lares domésticos, condomínios e empresas. A surpresa de encontrar uma barata, rato ou aranha é sempre desagradável. Por isso, as empresas de dedetização são as indicadas para fazer o tratamento para eliminar algumas pragas.

De acordo com especialistas e dedetizadoras, as pragas mais comuns que aparecem nas residências domésticas são as 10 que listamos abaixo.

1-Ratos: Os ratos podem ser facilmente encontrados em forros de casas, onde se abrigam por lá e comem restos de comida e lixo. Podem ser prejudiciais para a saúde humana quando entram em contato a rede de esgoto e posteriormente com as pessoas trazendo sérias doenças.

2-Baratas: São as mais detestáveis por quem habita uma residência. Por se adaptarem em diversos ambientes, são encontradas em várias partes da casa, mas gostam principalmente de canos, pias e tubulações. Podem ficar muitas semanas sem se alimentar. Elas podem transmitir doenças como cólera.

3-Formigas: Não são tão odiadas assim como as baratas, mas não são bem vindas em nenhuma residência principalmente em jardins. E é por lá é que costumam aparecer, devorando plantas e flores.

4-Cupins: Os cupins trazem danos, principalmente para material que compõem madeira e outras partes da casa. Normalmente instalados em madeira eles a consomem de dentro para fora. Podem aparecer também em tijolos e blocos de concreto.

5-Moscas: As moscas domésticas costumam aparecer tanto em residências domésticas como rurais. O que as atrai são diversos odores, principalmente lixo. Elas podem contaminar os alimentos, quando estão no lixo ou fezes e depois depositam os ovos em alimentos.

6-Pulgas: Podem causar doenças contagiosas, como irritação na pele e até perda de sangue. Os danos não são apenas para as pessoas como também em animais. São encontradas em cachorros, gatos, gado, galinhas, onde depositam ovos e ali vivem, causando desconforto e irritação.

7-Aranhas: Há diversas espécies de aranhas. Muitas espécies são venenosas e podem colocar em risco a saúde das pessoas como também de crianças. Algumas espécies vivem em árvores, nos jardins e outras, em algumas partes da casa.

8-Pombos: Por mais que pareçam inofensivos a saúde humana eles podem trazer sérias doenças. Eles alimentam-se de sementes, grãos, lixo.

9-Morcegos: São animais de hábitos noturnos. Alimentam-se de insetos, outros pequenos animais. Costumam ficarem alojados em janelas, frestas, porões, pisos falsos e atacam a noite. Podem transmitir doenças como Raiva.

10-Lesma: É considerada uma praga, ainda mais no jardim. Além de ser nojenta ela ataca a noite comendo frutas e flores.

Essas são as 10 pragas que mais atormentam os lares. A grande maioria até transmite doença e não apenas danos para a casa. Inofensivos ou não, elas atacam e tiram a paz dos lares.

Deixe sua casa livre de pragas

Para se ver livre das moscas fixe telas nas janelas e portas e mantenha o lixo sempre fechado. O mesmo é com o pátio que deve ficar limpo e sem dejetos animais.

Já com as formigas a dica é fechar as frestas com cimento branco. Com as baratas evite deixar louça suja na pia de um dia para outro. Elas gostam de aparecer durante a madrugada e até pode contaminar pratos e louças.

Os ratos podem ser evitados, principalmente com o lixo, além de não deixar a ração de animais exposta em lugares externos à noite. E os pombos não devem ser alimentados. Muitos pombos se fixam nos telhados, por isso recomenda-se limpar os ninhos.

Essas foram apenas algumas dicas para deixar essas pragas longe de sua residência. Se nenhuma delas adiantar, é recomendado chamar o serviço especializado de dedetização.

23 out 2014

Calor intenso propicia a proliferação de pragas urbanas como moscas, pernilongos, ratos e escorpiões

O forte calor acende o sinal de alerta em relação a pragas urbanas como escorpiões, moscas e ratos. Com as altas temperaturas, alguns desses animais se reproduzem mais rapidamente, resultando em uma explosão populacional. Não raramente, buscam locais mais arejados, inclusive o interior das residências.Medo, aflição, repugnância são sentimentos comuns ao se deparar com esses bichos, alguns deles peçonhentos. Os escorpiões, uma das pragas mais comuns e perigosas, fizeram 466 vítimas em Belo Horizonte neste ano. Somente neste mês, o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII (HPS) atendeu 55 pessoas picadas.Outro sinal de que a situação é crítica é o aumento da procura por dedetizadoras. O setor registra um acréscimo de 20% na demanda.

Se a situação está ruim agora, a tendência é piorar com a chegada das chuvas. A água alaga os abrigos de insetos, aracnídeos e roedores, que procuram lugares secos. O clima quente e úmido também acelera ainda mais a reprodução de algumas espécies.

“A partir de outubro, começa a época crítica em relação ao aparecimento de pragas. Isso porque, quando está mais quente, elas acabam saindo dos abrigos. Assim que as chuvas chegarem, a situação irá se agravar ainda mais, já que a reprodução será intensificada”, explica a bióloga da Associação Mineira de Empresas Controladoras de Pragas (Minas Prag), Mariana Capistrano Cunha.

Dedetizar o imóvel periodicamente ajuda, porém, nada disso tem efetividade se cuidados básicos não forem tomados, como manter alimentos acondicionados em recipientes com tampa, evitar acúmulo de lixo e entulho e não deixar água parada.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, a Gerência de Controle de Zoonoses atua com medidas permanentes de prevenção. Em casos extremos (surgimento de escorpiões, por exemplo), a prefeitura presta orientações pelo telefone 156. “À medida que recebemos os chamados, uma equipe vai ao local, vistoria a residência e dá as recomendações necessárias para aquela situação”, afirma a gerente de Controle de Zoonoses, Silvana Pecles Brandão.

Moradora do bairro São Luis, na Pampulha, Juliana Renault Vaz investe em prevenção para controlar pragas. Além de adotar medidas simples, como manter o quintal limpo, ela não abre mão da dedetização contra pernilongos a cada 30 dias. A cada seis meses, Juliana faz o controle de ratos e baratas.

“Tenho um quintal grande. Por isso, todo cuidado é pouco. Estou com um problema grave com ratos. Semana passada, também havia muitos pernilongos. Só reduziu porque realizei a dedetização”.

Médica orienta o que fazer em caso de picada

Picadas de escorpião e aranha podem evoluir para casos graves. Médica toxicologista do Hospital João XXIII, Luciana Reis da Silveira alerta para as complicações, principalmente em crianças e idosos. Os sintomas incluem formigamento, dor, suor e irritação no local da picada, mas também podem ocorrer alterações cardíacas e vômito.

A médica orienta lavar a área ferida com água e sabão e procurar uma unidade de saúde. Se for possível, capturar o animal e levá-lo (em um pote de vidro, por exemplo) para o local de atendimento. A identificação poderá contribuir com a agilidade no tratamento. Nos casos mais graves, pode-se acionar o Samu, pelo telefone 192.

“A pessoa não deve fazer torniquete, pois isso só agrava o edema. Também não é recomendado tomar remédios antes de consultar o médico”, afirma Luciana.

Dúvidas sobre intoxicação por picadas e produtos podem ser esclarecidas pelos telefones 0800 722 6001 e (31) 3239-9308.

Fonte: http://www.hojeemdia.com.br/horizontes/calor-intenso-propicia-a-proliferac-o-de-pragas-urbanas-como-moscas-pernilongos-ratos-e-escorpi-es-1.276075

22 out 2014

Creche no ES fecha por 2 dias por causa de pombos, dizem mães

Crianças e professores apresentam doenças de pele. Prefeitura aplicou produtos que afastam os pombos do telhado.

Uma creche pública que atende crianças de até cinco anos foi interditada por dois dias em Cachoeiro de Itapemirim, região Sul do Espírito Santo, depois que alunos e professoras começaram a apresentar doenças de pele. Os pais acreditam que os problemas são causados pela presença de pombos na área do colégio. A Secretaria de Educação de Cachoeiro informou que não há comprovação da relação entre o problema de pele e a presença dos pombos. As aulas serão repostas em novembro.

A escola Zilma Coelho Pinto fica no bairro Aquidaban e recebeu uma aplicação de produtos que afastam os pombos do telhado. A dedetização começou nesta quarta-feira (15) e terminou na sexta-feira (17). As aulas voltam na segunda-feira (20). Funcionários informaram que o local passa por uma limpeza.

Várias professoras começaram a apresentar manchas vermelhas no corpo e ficaram sem trabalhar, com atestado médico. Os alunos também apresentaram as manchas e as mães ficaram preocupadas. “Meu filho está com uma infecçãozinha de pele que nunca sara, nunca tem fim. Ela termina, depois volta e continua, porque o contato está ali diariamente. Meu filho estuda em tempo integral”, disse uma mãe de aluno.

A auxiliar de serviços gerais Tatiane Andrade é mãe de uma criança de um ano e sete meses, que sofre com as manchas de pele. “Uma gestora me ligou informando que tinha umas pintinhas vermelhas nele igual às que tinham aparecido nas professoras que estavam de atestado, então ela pediu para eu ir lá buscá-lo e levar no médico para ver o que era. Depois, no dia 14, a coordenadora me ligou, porque ele tinha voltado às aulas e as manchas também voltaram. Pediram que eu fosse buscar novamente, porque as professoras estavam de atestado de novo”, disse Tatiane.

Fonte: Globo.com

19 out 2014

Dedetização: é melhor prevenir do que remediar

Baratas, formigas, pulgas, aranhas são insetos que ninguém gosta de ter em casa. Mas, mesmo com uma casa higiênica estas pragas aparecem. E aí? O que fazer?

Nesta hora você aciona o serviço especializado de dedetização. O que faz está empresa? Ela realiza a ação e o controle através de um profissional que realiza o controle de pragas como baratas, pulgas, carrapatos. Porque quando não realizada a dedetização, estas podem trazer doenças graves para a saúde do morador e de sua família.

No que consiste o trabalho de dedetização?

Ao contratar o serviço de dedetização, você contará com o apoio de agentes que irão controlar as pragas através de produtos desinfetantes domissanitários, bem como equipamentos, acessórios de proteção individual.

Uma das maiores dúvidas de quem contrata esse serviço, é se a dedetização mata ou apenas previne as pragas. Tudo depende.  Em todas as circunstâncias o trabalho principal da dedetizadora é eliminar as pragas. Mas, o que pode acontecer é de ficarem alguns filhotes destas pragas que muitas vezes não são visíveis.

Esse controle pode ser feito em todos ambientes, como casas, prédios comerciais, hospitais, escolas e até terrenos baldios que frequentemente são alvos de pragas.

De onde vêm as pragas?

Por mais que o ambiente esteja limpo, dificilmente estará protegido das pragas. Só se o trabalho de dedetização for feito regularmente. O que acontece em muitos casos, é desses insetos surgiram pelo acumulo de lixo, por isso, recomenda-se quando for viajar, limpar todas as lixeiras.

Canos sujos, ou até a ausência de predadores naturais, faz com que essas pragas se proliferem rapidamente. Não há uma ‘isca’ para pegar esses tipos de insetos. Pode até se passar um desinfetante, mas que nem sempre culmina com a total morte de todas as pragas. Apenas o dedetizador vai saber os produtos certos para serem utilizados na dedetização.

Segurança e qualidade de vida com a dedetização

Nada mais inseguro saber que sua casa está contaminada com pragas. Mais chato ainda, é receber uma visita e uma barata aparecer inesperadamente, ou até um rato.

Para esse imprevisto não acontecer, é melhor chamar o serviço de dedetização para atuar no controle e prevenção das pragas. Assim que avistar qualquer inseto chame o serviço profissional.

O serviço de dedetizadora se constituirá praticamente em três fases: a primeira será a visita à residência para identificar as pragas e a dimensão da infecção através destas pragas. A partir disso, chega-se na segunda etapa que é a mistura de inseticidas.

Até parece um processo normal, mas não é. Isso porque requer o conhecimento do dedetizador por parte das pragas e das misturas de inseticidas para melhor darem o resultado de controle e infecção.

A terceira e última etapa é dedetização. Onde o profissional se utilizará de equipamentos e materiais para fazer o controle. Nessa etapa, os moradores são retirados, bem como os animais de estimação e algumas plantas sensíveis.

Feito a dedetização, é aguardar. Ás vezes, em uma semana a residência já está limpa. Dependendo de casos mais graves, ai é preciso ser feita mais que uma dedetização.

Com algumas dicas é possível deixar seu ambiente longe dessas pragas. Confira!

  • A caixa de água deve ser limpa periodicamente;
  • Não deixe acumular lixos com sacolas de restos de alimentos, bem como caixas;
  • Verificar a existência de frestas no chão, se tiver, fechar;
  • Limpar os ralos regularmente e instalar telas de proteção, tanto na parte externa como interna, isso ajudará a prevenir a entrada de muitas pragas;
  • O uso de telas também é recomendado em janelas para precaver a entradas de pombos, ou mosquitos.
WhatsApp chat